fisco

Fisco espanhol faz buscas em escritórios da Google

Autoridades investigam contas entre 2011 e 2014

O fisco espanhol está a realizar buscas nas instalações da Google em Espanha esta quinta-feira. Há suspeitas de fraude e evasão fiscal relacionadas com o pagamento de IVA e do imposto sobre não residentes, indicaram fontes próximas da investigação ao jornal El Mundo.

As autoridades locais suspeitam que a sede europeia da empresa, situada na Irlanda, não esteja a declarar parte da atividade realizada em território espanhol, falhando no cumprimento das suas obrigações fiscais. Em causa estão os resultados entre 2011 e 2014.

“Cumprimos com as leis fiscais em Espanha da mesma forma que em todos os países onde operamos. Estamos a cooperar com as autoridades locais para responder a todas as perguntas, como sempre”, respondeu um porta-voz da tecnológica ao portal El Español.

A Google foi investigada no final do maio em França por uma situação semelhante.

Google, Yahoo e outras tecnológicas internacionais têm sido criticadas pelo uso de técnicas de otimização fiscal (elisão fiscal) por países como França e Reino Unido. A sede fiscal das empresas difere do país onde são geradas as receitas. Estas empresas recorrem, habitualmente, a países com impostos sobre as empresas muito mais baixos.

A Google chegou a acordo com o Reino Unido em janeiro para pagar 130 milhões de libras (mais de 200 milhões de euros) em impostos que eram devidos ao fisco britânico. – Veja mais em: https://www.dinheirovivo.pt/empresas/sede-da-google-em-franca-alvo-de-buscas-por-suspeita-de-fraude-fiscal/#sthash.IPIMU99T.dpuf

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
João Lousada no deserto de Omã como astronauta análogo, em 2018

João Lousada. Conheça o primeiro português a liderar a Estação Espacial

João Lousada no deserto de Omã como astronauta análogo, em 2018

João Lousada. Conheça o primeiro português a liderar a Estação Espacial

Fotografia: REUTERS/Henry Nicholls - RC122C9DD810

Cartas de Boris Johnson causam surpresa e perplexidade em Bruxelas

Outros conteúdos GMG
Fisco espanhol faz buscas em escritórios da Google