transportes

Forte procura leva CP a esticar promoção. Há mais bilhetes a 5 euros

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens
Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

A compra de viagens em promoção passa a estar disponível até 20 de janeiro, ao invés de 15 de janeiro

O sucesso da campanha foi tal que o sistema da CP não aguentou. Para compensar os utentes que não conseguiram comprar bilhetes na passada sexta-feira, a empresa decidiu prolongar o prazo para a compra e realização de viagens com desconto, bem como o número de lugares disponíveis.

A porta-voz da CP, Ana Portela, confirmou ao Dinheiro Vivo que a CP registou “problemas com a venda online, dado o grande afluxo de clientes”. Por isso, os utentes terão agora mais cinco dias para usufruir dos descontos da transportadora.

A compra de viagens em promoção passa a estar disponível até 20 de janeiro, ao invés de 15 de janeiro, e o prazo para a realização das viagens estica também cinco dias, para 19 de março.

Assim, em vez dos 7740 lugares promocionais que disponibilizou inicialmente, a CP passa a ter 8840 bilhetes com descontos para viagens em todo o país, na rede de comboios Alfa e Intercidades.

O primeiro balanço da campanha revela que para a ligação Lisboa-Porto foram vendidos até ontem, segunda-feira, 80% dos bilhetes promocionais. Para esta ligação, a CP disponibilizou bilhetes a partir de cinco euros, em Intercidades, e 6,5 euros em Alfa Pendular.

Já no global da promoção foram vendidos entre 65% a 70% dos bilhetes colocados à venda com desconto. A campanha inclui, por exemplo, bilhetes entre Lisboa e Covilhã a 3,5 euros ou viagens entre a capital e a Guarda a 4,5 euros.

A compra de bilhetes está disponível no portal da CP, na aplicação da ferroviária, na linha de atendimento e nas bilheteiras.

Para usufruir da promoção, terá de comprar os bilhetes com pelo menos 10 dias de antecedência, “até ao limite de 60 dias, relativamente à data de realização da viagem”. O desconto, lembra a CP, “é limitado ao número de lugares disponibilizados com promoção, em cada comboio”.

Utentes queixam-se de “publicidade enganosa”

A forte procura pelos bilhetes promocionais da CP deu origem também a um elevado volume de queixas na página de Facebook da empresa. A maior parte dos utentes contesta a reduzida quantidade de bilhetes à venda com desconto, e destaca a dificuldade em comprá-los.

No Portal da Queixa já consta inclusive a reclamação de um utente que acusa a CP de fazer “publicidade enganosa” com a campanha. O utente terá sido informado, na estação de comboios do Oriente, em Lisboa, que a promoção Lisboa-Porto seria limitada a dois bilhetes por comboio.

Sem confirmar o número, a CP responde que o mesmo será “razoável”, uma vez que todos os dias existem 38 comboios, Alfa Pendular e Intercidades, a circular entre Lisboa e Porto ou Porto e Lisboa. Segundo as contas do Dinheiro Vivo, o total das composições terá disponibilidade para cerca de 10 mil passageiros diários.

Ana Portela explica que, uma vez que a venda de bilhetes está disponível com 60 dias de antecedência, “todos os dias são colocados à venda novos lugares com preços promocionais”. A responsável sublinha ainda que a promoção da CP é “transparente”, por revelar exatamente o número de lugares disponíveis com descontos, ao contrário, de acordo com a CP, do que acontece com as transportadoras aéreas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O presidente do Novo Banco, António Ramalho, discursa na cerimónia de lançamento do Projeto de Divulgação Cultural do Novo Banco. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Banca custou ao Estado mais 1,5 mil milhões de euros em 2019, agora ajude

coronavirus portugal antonio costa

Proibidos ajuntamentos com mais de cinco pessoas. Aeroportos encerrados

O primeiro-ministro, António Costa, fala aos jornalistas no final da reunião do Conselho de Ministros após a Assembleia da República ter aprovado o decreto do Presidente da República que prolonga o estado de emergência até ao final do dia 17 de abril para combater a pandemia da covid-19, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 2 de abril de 2020. 
 MÁRIO CRUZ/POOL/LUSA

Mapa de férias pode ser aprovado e afixado mais tarde do que o habitual

Forte procura leva CP a esticar promoção. Há mais bilhetes a 5 euros