Francesa Devoteam compra 58% da portuguesa Bold

A potuguesa Bold acaba de receber um investimento da francesa Devoteam que adquiriu 58% da tecnológica liderada por Bruno Mota.

A multinacional de origem francesa Devoteam adquiriu 58% da tecnológica portuguesa Bold num investimento que vai ao encontro das intenções de crescimento da empresa liderada por Bruno Mota. O grupo francês está presente em 18 países, e atua como player na transformação digital de grandes empresas na Europa, Médio-Oriente e África.

"Os próximos três anos terão um papel decisivo para a nossa empresa, no sentido de fazer da BOLD a tecnológica líder no mercado português. Esta sinergia permite responder a outro dos nossos principais objetivos futuros, ou seja, maior foco nos mercados internacionais, gerar novos investimentos e atrair mais clientes para Portugal através da diversificação da oferta e acompanhar a evolução da tecnologia de ponta”, refere em comunicado o CEO da Bold, Bruno Mota, que continuará em funções na nova etapa da tecnológica fundada em 2009.

A parceria é também aplaudida pelo co-fundador e CEO da Devoteam, Stanislas de Bentzmann. "Esta aquisição é um passo significativo para a Devoteam, permitindo-nos estar no centro do desenvolvimento tecnológico em Portugal e também aumentar a nossa capacidade no apoio da transformação digital dos nossos clientes na EMEA", refere.

Leia também: Portuguesa Bold fatura 22 milhões em 2017 e cresce 22%

Em 2017, a Bold registou um crescimento de 22% face ao ano anterior, com um volume de negócios de 22 milhões de euros (em 2016 foi de 15 milhões de euros). No ano passado, foram contratados 70 novos colaboradores e, atualmente, a empresa conta com 673 trabalhadores.

Em abril deste ano o CEO e sócio-fundador e o COO da Bold, Bruno Mota e Hugo Fonseca, já tinham sublinhado a intenção de um crescimento internacional. Em cima da mesa, nos próximos dois anos, está também o objetivo de contratar mais 100 colaboradores, atingindo uma equipa de 800 pessoas em 2020.

Pelo segundo ano, a BOLD foi distinguida pelo Finacial Times como uma das empresas europeias com maior crescimento, tendo registado 206% de crescimento da receita entre 2013 e 2016 e criado 136 novos postos de trabalho no mesmo intervalo de tempo. A empresa ocupa o 752º lugar no ranking das 1000 empresas que compõe a lista. “Esta distinção é o fruto do trabalho desenvolvido por toda a equipa e deixa-nos cheios de orgulho”, afirmou ao Dinheiro Vivo o sócio fundador que garantiu também que, nos próximos oito anos, a Bold quer ser a melhor empresa de tecnologia de Portugal.

 

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de