Imobiliário

Franceses e chineses são os que mais compram casas em Lisboa

A Ponte Vasco da Gama é uma das muitas obras de relevo realizadas com a chancela da Somague
A Ponte Vasco da Gama é uma das muitas obras de relevo realizadas com a chancela da Somague

Na primeira metade de 2016, os estrangeiros adquiram 909 imóveis, quer de uso residencial quer comercial, na Área de Reabilitação Urbana de Lisboa.

Franceses e chineses. Estas são as duas nacionalidades que mantêm a liderança de estrangeiros a comprar casa na área urbana de Lisboa. Juntos representaram 50% das compras feitas por estrangeiros no mercado imobiliário da capital.

Os dados divulgados pela Confidencial Imobiliário revelam que, no primeiro semestre do ano passado, os estrangeiros compraram 909 imóveis na zona urbana de Lisboa. Estes imóveis tinham como destino quer o uso residencial quer comercial e renderam 1,7 milhões de euros.

Os chineses foram responsáveis por 25% das casas compradas por estrangeiros, e 29% do valor investido, já que apresentaram, neste período, um ticket médio de 489 mil euros aplicados por imóvel.

Do lado dos franceses, as compras representaram 23% dos 909 imóveis adquiridos por estrangeiros (à volta de 209 imóveis), levando 21% do investimento realizado.

No global, os europeus foram os mais ativos nas aquisições internacionais, comprando à volta de 470 dos imóveis em Lisboa, na primeira metade do ano. Os asiáticos têm ganho escala e evidenciam já um peso de 34%. Com uma representatividade menor estão os continentes Africano e Americano, cada um com cerca de 6% do total dos imóveis transacionados.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

Analistas: “Decisão da Anacom poderá ter condenado o êxito da operação”

José Carlos Lourenço, Chief Operations Officer do Global Media Group (Nuno Pinto Fernandes / Global Imagens)

Prémios M&P. José Carlos Lourenço eleito Personalidade de Media

(Fábio Poço / Global Imagens)

Desempregados inscritos nos centros de emprego sobem 0,5% em agosto

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Franceses e chineses são os que mais compram casas em Lisboa