Great Place to Work

7 empresas em Portugal nas melhores da Europa para trabalhar

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Em 2018, cerca de 93% dos inquiridos considera a empresa um excelente lugar para trabalhar e 92% diz ser tratado como membro de pleno direito.

Sete empresas com presença em Portugal estão na lista das 125 melhores empresas para trabalhar na Europa em 2018, divulgada esta sexta-feira pelo Great Place To Work. O ambiente de trabalho inclusivo, o orgulho dos colaboradores nas suas conquistas, a possibilidade de atingir objetivos e as metas do negócio, são os fatores de sucesso apontados pelos trabalhadores.

O inquérito de satisfação foi feito a mais de 2.800 organizações e cerca de 1,6 milhões de colaboradores, num total de 19 países. Foram inquiridas pequenas e médias empresas, grandes empresas e multinacionais.

Em 2018, cerca de 93% dos trabalhadores diz que a empresa é um excelente lugar para trabalhar e 92% afirmam ser tratados como membros de pleno direito, independentemente do cargo/posição.

Leia também: Estas são as melhores empresas para trabalhar em Portugal

O Great Place to Work Portugal publicou pela primeira vez o ranking em 2000. Além de reconhecer práticas de excelência promove, também, prémios sociais nas áreas da: Atração de Jovens Talentos, Igualdade de Género, Liderança, RSO e Sustentabilidade e Saúde e Bem-estar.

Conheça na fotogaleria quais foram as sete empresas com presença nacional distinguidas pelo Great Place to Work.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Carlos Manuel Martins/Global Imagens

Cláudia Azevedo. Quem é a mulher que vai mandar na Sonae?

Rui Rio e António Costa em conferência TSF

PSD vai abster-se na votação que altera leis laborais

O antigo ministro da Economia, Manuel Pinho, durante a sua audição na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, sobre o seu alegado relacionamento, enquanto Ministro da Economia e da Inovação, e o setor privado, Assembleia da República em Lisboa, 17 de julho de 2018. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Pinho: “Não tenho conhecimento de conversas entre Sócrates e Salgado”

Outros conteúdos GMG
7 empresas em Portugal nas melhores da Europa para trabalhar