Centros Comerciais

Ubbo é o ‘novo’ shopping na Grande Lisboa

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Mudanças visam reforçar posicionamento de shopping resort. Ubbo vai ter ligação ao futuro hospital da Trofa Saúde

Ubbo é o novo nome do Dolce Vita Tejo, centro comercial que anunciou um rebranding para afirmar o conceito de shopping resort. Um parque infantil temático da Nickleodeon, minigolfe, paredes de escalada, um serviço de concierge e uma nova comunidade urbana, The Hood são algumas novidades do ‘novo’ Ubbo.

“Ubbo vem dar vida ao conceito de shopping resort. No fundo o objetivo foi criar um novo nome e uma nova identidade gráfica que reflete os valores e as características de um shopping resort – a vontade de ficar num local que nos oferece lazer, shopping, entretenimento e gastronomia”, adianta Ana Luísa Fontoura, diretora de marketing do centro comercial.

Criado pela agência Totem Branding, o anúncio da mudança de marca surge pouco depois de a Axa Investment Managers ter fechado a compra do centro comercial na Grande Lisboa por 230 milhões de euros. A nova identidade pretende transmitir um “espírito divertido, uma promessa única de lazer e entretenimento, uma experiência de compras diferente”. E foi buscar inspiração às origens da cidade de Lisboa. “Os fenícios chamaram a Lisboa ‘Allis Ubbo’ que significava ‘porto seguro’ ou ‘porto encantador’. O porto foi o local de nascimento da cidade e era palco de animação, atividades e um espaço onde se iam quebrar rotinas. Uma palavra com fonética simples e fácil, quase infantil, o que sugere um desejo incontrolável de diversão”, explica a responsável de marketing.

“Mais do que um nome, Ubbo é uma marca que tem na sua génese uma mensagem muito direta nesta nova realidade de shopping resort: Unidos pela Diversão. Ubbo é uma marca que permite que uma pessoa descubra, explore e interaja com outros, numa experiência nunca antes vivida em Portugal.

UBBO_Media_Images_V2_06

Para refletir esta realidade, a Praça Central do centro vai sofrer profundas obras de alteração do “chão ao teto, com novos operadores que irão preencher todo o espaço que hoje está vazio”.

O projeto, “praticamente fechado”, inclui paredes de escalada, minigolfe e outras atividades de lazer. “Haverá também uma nova comunidade urbana chamada The Hood, alojada em contentores, que sediará eventos, atividades, mercados e apoiará artistas promissores. Tudo isto será possível através da ocupação da praça, de uma ponta à outra”, descreve Ana Luísa Fontoura. No entanto, o “núcleo da praça será flexível o suficiente para abrigar outros eventos ou atividades temporárias que já existem e que são acarinhadas pelos nossos convidados como é o caso da pista de gelo na época de Natal”, ressalva.”A praça será um lugar de lazer e entretenimento sem precedentes em Portugal.”

O centro terá ainda um serviço de concierge “que irá sem dúvida enriquecer a experiência dos nossos convidados”.

Nova entrada a Leste e ligação ao futuro hospital

As alterações ao shopping não se ficam por aqui. O Ubbo terá uma nova entrada no lado Leste do edifício, “um empreendimento impressionante que ligará uma área pouco aproveitada, diretamente ao shopping center”. Nessa nova entrada, irão instalar um novo parque infantil, “uma vez que queremos que a diversão seja a palavra de ordem deste novo espaço.”

“O design desempenha também um papel importante na experiência do shopping resort e será fortemente sentido quer na nova entrada quer na ligação que estamos a construir, unindo o centro com o novo hospital que está também em construção. Queremos que nossos visitantes circulem livremente e confortavelmente entre os diferentes edifícios, para que possam desfrutar de todo o apoio que pode ser encontrado no nosso Centro, ao visitarem as instalações do hospital”, explica Ana Luísa Fontoura.

UBBO_Media_Images_V2_05

Na nova unidade hospitalar com 15,500 metros quadrados, o grupo VNC, que detém a Trofa Saúde, vai investir cerca de 50 milhões de euros, criando 500 postos de trabalho. Já em construção ao lado do centro, o hospital vai ter 60 camas, 65 consultórios, 3 salas de operações e 3 salas de parto, bem como urgência de adultos e pediátrica e unidade de cuidados intensivos. Espera-se num primeiro ano 36.500 atendimentos, 3.600 operações e 13.000 diárias ao nível do internamento.

Mudanças na zona de transportes e novas lojas

Para que tudo aconteça, “a área de transportes públicos terá de sofrer alterações, mas que vão melhorar ainda mais a experiência, não existindo nenhum condicionamento de tráfego, pelo contrário. As paragens de autocarro e táxis serão transferidas para outro local, já que tivemos que abrir espaço para todos os novos operadores e novas atividades”, refere a diretora de marketing do Ubbo.

O centro tem atualmente cerca de 280 lojas. “A entrada de novas marcas no centro é dinâmica e regular, faz parte da atividade de retalho. Esta semana reabriu a Adidas e esta sexta-feira iremos ver a FNAC a abrir portas. Temos vários outros espaços em obras para podermos receber outros operadores ao longo do ano de 2019 que a seu tempo serão revelados”, diz.

O centro fechou o ano passado com crescimento de 1,8%. “Em 2018 mantemos a tendência de crescimento que registámos em 2017: o Dolce Vita Tejo encerrou o ano de 2018 com o registo de um novo record de vendas e de tráfego”.

A responsável de marketing não revela o valor investido neste projeto de rebranding e construção. “O investimento desta passagem a shopping resort compreende-se dentro do valor anunciado aquando da aquisição do centro. Tudo o que está a ser feito desde 2015 faz parte da transformação total num shopping resort, do qual a identidade também faz parte”, diz.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Presidente do Conselho de Finanças Públicas (CFP), Nazaré da Costa Cabral. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Linhas de crédito anti-covid ainda podem vir a pesar muito nas contas públicas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. FILIPE FARINHA/LUSA

Marcelo promulga descida do IVA da luz consoante consumos

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

Apoio a rendas rejeitado devido a “falha” eletrónica

Ubbo é o ‘novo’ shopping na Grande Lisboa