comunicação

Na semana da abertura da Mercadona, a CGD foi a mais falada

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

As rádios e televisões dedicaram 116 minutos de emissão à Mercadona. Primeira loja no Canidelo gerou mais de uma centena de notícias

Foi um dos temas que mais cativou a atenção mediática na semana passada, mas na semana em que a Mercadona abriu o primeiro supermercado em Portugal houve uma outra empresa que foi mais falada: a CGD

O banco do Estado gerou na semana de 2 a 8 de julho 943 notícias, principalmente relacionados com o caso envolvendo o empresário Joe Bernardo, de acordo com os dados recolhidos pela Cision.

No período a cadeia de retalho alimentar espanhola gerou 36 notícias de rádio e televisão, um total de 116 minutos, tendo ainda sido produzidos a propósito do arranque da operação no mercado português 107 notícias online e 22 artigos na imprensa.

Leia ainda: Como se comunica durante três anos sem um único supermercado no país?

Números a somar ao volume de artigos já produzidos nos media nacionais sobre a cadeia de retalho alimentar. Em 2016 – ano em que a Mercadona anunciou a sua entrada em Portugal, com um investimento de 25 milhões de euros – foi produzida uma peça televisiva e rádio, 106 artigos na imprensa e 281 no online, no ano seguinte esse número rapidamente subiu para 26, 132 e 371, respetivamente. Desde 2018, até à semana anterior à abertura, a cadeia espanhola foi objeto de 45 peças televisivas e de rádio, 340 artigos na imprensa e 988 no meio online.

Futebol/Desporto e Política foram os temas mais falados durante a semana de abertura do supermercado no Canidelo, quanto a empresas além da Caixa, empresas como TAP, EDP ou NOS obtiveram inúmeros referências nos media.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Caixa perdeu 1300 milhões com créditos de grandes devedores

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Outros conteúdos GMG
Na semana da abertura da Mercadona, a CGD foi a mais falada