Buzz

Nem Apple nem Google: Amazon é a (nova) marca mais valiosa do mundo

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Tecnológica liderada por Jeff Bezos ocupa o topo da tabela pela primeira vez. 100 marcas mais valiosas do mundo valem 4,7 biliões de dólares.

Nem Apple nem Google. Pela primeira vez, a Amazon foi é considerada a marca mais valiosa do mundo. A tecnológica liderada por Jezz Bezos está avaliada em 315,5 mil milhões de dólares, qualquer coisa como 278,9 mil milhões de euros. A Amazon ultrapassou a Apple e a Google, a anterior ocupante da primeira posição do ranking BrandZ Most Valuable Global Brand 2019 elaborado pela Kantar, a agência de estudos de mercado do grupo WPP, que foi divulgado esta terça-feira.

O aumento do valor de mercado em 52% explica a liderança da plataforma de comércio eletrónico (e não só), que ficou em terceiro lugar em 2018.

“Estes números mostram que as marcas estão cada vez menos agarradas a categorias individuais e a regiões. As fronteiras estão a esbater-se tendo em conta que marcas como Amazon, Google e Alibaba podem proporcionar uma variedade de serviços junto de vários tipos de consumidores”, explicou Doreen Wang, líder da BrandZ, citada pela estação CNBC.

A Amazon também já é muito mais do que a plataforma mundial de compras online. Tem acrescentado negócios de condução autónoma, de empresas de camiões elétricos, e tem ainda expandido o seu departamento de entregas por drones, o Amazon Air. Nota ainda para a participação, como líder da ronda, no mais recente investimento da empresa de entrega de comida Deliveroo.

Do segundo ao quarto lugar, as posições são ocupadas pela Apple, Google e Microsoft, por esta ordem. A Apple conservou o segundo lugar, com um valor de mercado de 309,5 mil milhões de dólares; a Google caiu do primeiro para o terceiro lugar apesar de ter aumentado, em 2%, a sua avaliação, para 309 mil milhões de dólares; a Microsoft cimentou o quarto lugar, com 251,2 mil milhões de dólares.

Do quinto para o décimo lugar, destaque para a ascensão da Alibaba – passou do nono para o sétimo lugar -; e para a queda da Tencent – que recuou do quinto para o oitavo lugar.

No total, as 100 marcas mais valiosas do mundo valem 4,7 biliões de dólares. É o mesmo que o PIB conjunto de Espanha, Coreia do Sul e Rússia, ou 23 vezes mais do que o PIB português em 2018.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

LUÍS FORRA/LUSA

Dia 7. Patrões e motoristas divididos por 50 euros

Motoristas em greve junto à saída da sede da Companhia Logística de Combustíveis (CLC), em Aveiras de Cima, durante a greve por tempo indeterminado dos motoristas de matérias perigosas e de mercadorias, Azambuja, 16 de agosto de 2019. Portugal está, desde sábado e até às 23:59 de 21 de agosto, em situação de crise energética, decretada pelo Governo devido a esta paralisação, o que permitiu a constituição de uma Rede de Emergência de Postos de Abastecimento (REPA), com 54 postos prioritários e 320 de acesso público. TIAGO PETINGA/LUSA

Greve dos motoristas: atenções voltadas para plenário de trabalhadores

Outros conteúdos GMG
Nem Apple nem Google: Amazon é a (nova) marca mais valiosa do mundo