Buzz

Nem Apple nem Google: Amazon é a (nova) marca mais valiosa do mundo

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Tecnológica liderada por Jeff Bezos ocupa o topo da tabela pela primeira vez. 100 marcas mais valiosas do mundo valem 4,7 biliões de dólares.

Nem Apple nem Google. Pela primeira vez, a Amazon foi é considerada a marca mais valiosa do mundo. A tecnológica liderada por Jezz Bezos está avaliada em 315,5 mil milhões de dólares, qualquer coisa como 278,9 mil milhões de euros. A Amazon ultrapassou a Apple e a Google, a anterior ocupante da primeira posição do ranking BrandZ Most Valuable Global Brand 2019 elaborado pela Kantar, a agência de estudos de mercado do grupo WPP, que foi divulgado esta terça-feira.

O aumento do valor de mercado em 52% explica a liderança da plataforma de comércio eletrónico (e não só), que ficou em terceiro lugar em 2018.

“Estes números mostram que as marcas estão cada vez menos agarradas a categorias individuais e a regiões. As fronteiras estão a esbater-se tendo em conta que marcas como Amazon, Google e Alibaba podem proporcionar uma variedade de serviços junto de vários tipos de consumidores”, explicou Doreen Wang, líder da BrandZ, citada pela estação CNBC.

A Amazon também já é muito mais do que a plataforma mundial de compras online. Tem acrescentado negócios de condução autónoma, de empresas de camiões elétricos, e tem ainda expandido o seu departamento de entregas por drones, o Amazon Air. Nota ainda para a participação, como líder da ronda, no mais recente investimento da empresa de entrega de comida Deliveroo.

Do segundo ao quarto lugar, as posições são ocupadas pela Apple, Google e Microsoft, por esta ordem. A Apple conservou o segundo lugar, com um valor de mercado de 309,5 mil milhões de dólares; a Google caiu do primeiro para o terceiro lugar apesar de ter aumentado, em 2%, a sua avaliação, para 309 mil milhões de dólares; a Microsoft cimentou o quarto lugar, com 251,2 mil milhões de dólares.

Do quinto para o décimo lugar, destaque para a ascensão da Alibaba – passou do nono para o sétimo lugar -; e para a queda da Tencent – que recuou do quinto para o oitavo lugar.

No total, as 100 marcas mais valiosas do mundo valem 4,7 biliões de dólares. É o mesmo que o PIB conjunto de Espanha, Coreia do Sul e Rússia, ou 23 vezes mais do que o PIB português em 2018.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
David Cameron, no Forum Económico Mundial 2020, em Davos. DR.

Davos. Os negócios, a política, o ambiente e os “do contra”

Ilustração: Vítor Higgs

Espanhóis e chineses na corrida para entrar no capital do EuroBic

Procurador-Geral da República de Angola, Hélder Pitta Grós (EPA/MARIO CRUZ)

PGR angolano afasta mais arguidos portugueses no caso Isabel dos Santos

Nem Apple nem Google: Amazon é a (nova) marca mais valiosa do mundo