vinhos

Nem só do Douro são os vinhos dos Symington. São também do Alentejo

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Grupo da família Symington deu a conheçer os Quinta da Fonte Souto, o seu novo projeto vínico em Portalegre

Há cinco gerações em Portugal, sempre dedicada à produção de vinho do Porto, a Symington Family Estates, o grupo empresarial da família Symington, deu a conhecer o seu mais recente projeto vitivinícola: os Quinta da Fonte Souto são produzidos no Alentejo, na sub-região de Portalegre.

A propriedade, sita nas encostas da Serra de São Mamede, foi adquirida pelos Symington em 2017, por um valor que ficou em segredo, por acordo entre comprador e vendedor. A quinta conta com 207 hectares, no total, dos quais 42 ocupados por vinha.

“Esta incrível propriedade possui muitas características apelativas para a nossa família. Com as suas cotas mais elevadas, tem um microclima mais fresco e húmido do que a quente planície alentejana, e os seus solos menos férteis originam produções mais baixas de uvas de excelente qualidade. Ambos os fatores fazem com que seja o local ideal, dada a nossa longa experiência nas condições desafiantes do Douro”, anunciou o CEO da Symington Family Estates em comunicado.

Rupert Symington deixa claro que só algo “muito especial” teria levado a família a dar os primeiros passos fora do Douro. “Na Quinta da Fonte Souto, julgamos ter encontrado todas as condições que procurávamos. Esta propriedade apresenta um potencial vínico fantástico e abre um novo e estimulante capítulo na história da nossa família. Acreditamos poder produzir vinhos realmente especiais e únicos a partir destas vinhas”, sustenta.

E são cinco os vinhos lançados: Florão, branco e tinto, é a gama de entrada com preços de venda ao público de 7,99 euros. Seguem-se os Quinta da Fonte Souto, também disponível em opção branco e tinto, que custará 14,99 euros e, por fim, o porta-estandarte, o Vinha do Souto tinto, que custará 39,99 euros a garrafa. Para já, a intenção é vendê-los, essencialmente, em Portugal, reservando, apenas, pequenas quantidades para outros mercados. “O objetivo do projeto Quinta da Fonte Souto – cujo claim se foca em vinhos com “um outro vagar” – é o de produzir uma gama distintiva que exiba o melhor de Portalegre, do Alentejo e de Portugal. É um projeto de longo prazo que permite trilhar caminhos e quer colocar no mapa dos amantes de vinho (de Portugal e de todo o mundo) o terroir único desta sub-região”, sublinha a empresa em comunicado.

A Symington Family Estates é um dos principais produtores de Portos premium e a família é a principal proprietária de vinhas no Douro com 26 quintas a perfazer 2 240 hectares, dos quais 1 024 de vinha. As vinhas são geridas sob princípios de sustentabilidade, e 112 hectares têm certificação biológica — a maior área de vinha biológica no Douro.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Saídas para a reforma disparam 43% na função pública

Foto: DR

EDP flexibilizou pagamento de faturas no valor de 60 milhões de euros

Carteiros

CTT vão entregar cartão de cidadão em casa. Piloto arranca em Oeiras

Nem só do Douro são os vinhos dos Symington. São também do Alentejo