retalho

Portuguesa Green Swan compra Maxi Toys e entra em novos mercados

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

A empresa portuguesa comprou insígnia com mais de 170 lojas, presente em vários mercados europeus

A portuguesa Green Swan acaba de anunciar a compra da Maxi Toys, retalhista de brinquedos com lojas na Bélgica, França, Luxemburgo e Suíça. Com esta compra ao grupo holandês Blokker Holding, a Green Swan reforça os seus ativos na área do retalho, onde já é acionista da Toys R’Us em Espanha e Portugal, e expande a sua presença a novos mercados. O valor da operação não foi revelado. Equipa de gestão da Maxi Toys fica com 10% da companhia.

“Com as nossas marcas de brinquedos em outros países europeus, especialmente com a Toys R’Us em Espanha e em Portugal, estamos a conseguir revolucionar um turbulento mercado de brinquedos. Uma revolução que mostra que as lojas de brinquedos são muito mais do que apenas produtos e uma indústria para famílias e pessoas de todas as idades. Com a Maxi Toys vemos um grande potencial para oferecer ao cliente, permitindo-lhe uma experiência pessoal ainda melhor, na loja, online e em combinações dos dois, adicionando inovação, que é o driver da Green Swan”, diz Paulo Andrez, CEO da Green Swan.

“À semelhança da Toys R Us a Green Swan convidou o Management Team da Maxi Toys, que vai ficar com cerca de 10%”, adianta fonte oficial da empresa quando questionada pelo Dinheiro Vivo.

Com esta operação, a empresa adquiriu as 173 lojas da Maxi Toys, incluindo 30 na Bélgica, 132 na França, 6 na Suíça e 5 no Luxemburgo e um total de mais de 1.100 funcionários. A rede possui ainda três lojas na Bélgica, Luxemburgo e França, lojas franqueadas na Roménia (9) e Marrocos (2) e 67 lojas em parceria com a Joker, na Turquia.

A sede, com um centro de distribuição de 45.000 m², fica em Houdeng-Goegnies e é dirigida pelo CEO Alain Hellebaut, que se mantém à frente da Maxi Toys.

A insígnia era até aqui detida pelo Blokker Holding, grupo retalhista holandês que atua nos setores de bens Domésticos e brinquedos, com três tipologias de lojas (Blokker, a franquia Marskramere Big Baza), cerca de 950 lojas e cerca de 8.500 funcionários em sete países.

Apesar da Green Swan ter participação na Toys R Us não está previsto nenhuma uniformização ao nível das marcas. “Cada marca continuará a sua operação nos respetivos mercados”, garante fonte oficial da Green Swan.

Com a aquisição da Maxi Toys, as operações da Green Swan alcançam 6 mercados europeus e um total de 230 lojas.

(notícia atualizada às 17h38 com detalhes sobre a operação referentes aos sócios, manutenção da marca Maxi Toys e rede global detida pela Green Swan)

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

LUÍS FORRA/LUSA

Dia 7. Patrões e motoristas divididos por 50 euros

Motoristas em greve junto à saída da sede da Companhia Logística de Combustíveis (CLC), em Aveiras de Cima, durante a greve por tempo indeterminado dos motoristas de matérias perigosas e de mercadorias, Azambuja, 16 de agosto de 2019. Portugal está, desde sábado e até às 23:59 de 21 de agosto, em situação de crise energética, decretada pelo Governo devido a esta paralisação, o que permitiu a constituição de uma Rede de Emergência de Postos de Abastecimento (REPA), com 54 postos prioritários e 320 de acesso público. TIAGO PETINGA/LUSA

Greve dos motoristas: atenções voltadas para plenário de trabalhadores

Outros conteúdos GMG
Portuguesa Green Swan compra Maxi Toys e entra em novos mercados