retalho

Segredo para subida de vendas da Primark? Novas lojas e coleção para animais

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Coleção de roupa, brinquedos e acessórios para cães e gatos ajudou a subir as vendas da Primark no primeiro trimestre fiscal.

A Primark arrancou o ano fiscal de 2020 em nota positiva. O retalhista irlandês viu as vendas subir 4,5% no primeiro trimestre fiscal. No Reino Unido, o seu maior mercado, as vendas recuaram. Em 2020 o retalhista detida pela Associated British Foods quer abrir 18 novas lojas.

Um aumento de receitas no trimestre a que o retalhista atribuiu à abertura de novas lojas, tendo na zona Euro as receitas aumentado 5,1%. Este ano a companhia quer dar continuidade a esta política de aberturas, adicionando cerca de mais de 83 mil metros quadrados a sua presença no retalho, incluindo Polónia e Eslováquia. Ao todo, a Primark pretende aumentar a sua presença em 15 mercados.

Em Portugal, a cadeia reabriu em outubro a loja no NorteShopping, com mais de 5 mil metros quadrados, e com o novo conceito de Beauty Studio, com um estúdio de beleza. Depois do Reino Unido e Espanha (Sevilha), Portugal foi o terceiro país a receber este novo conceito de loja da Primark. Tendo o grupo admitido estar à procura de “espaços interessantes” para possíveis novas aberturas.

Para este resultado positivo também contribuiu a primeira coleção da cadeia dedicada aos animais de estimação, com a linha de roupas, brinquedos e acessórios como coleiras para cães e gatos a ajudar o retalhista irlandês a superar os resultados de outros retalhistas britânicos como a Marks & Spencer.

Leia ainda: Negócio dos animais vale tanto como plantéis dos três grandes

Em Portugal, a cadeia também tem à venda a coleção. “A venda da nova linha de roupa para animais de estimação muito bem em Portugal”, garante fonte oficial da companhia. A coleção tem preços que oscilam entre 3 e 8 euros. A companhia não adiantou valores de vendas.

Uma oferta que resposta a uma procura crescente em todo o mundo, mas também em Portugal. No país, já há mais lares com, pelo menos, um animal (58%) do que com crianças (54%), calculando-se que o mercado dos animais de companhias já valha mais de 750 milhões de euros por ano.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Turismo em crise já pensa no day after

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo estima que mais de um terço dos empregados fique em lay-off

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Folga rara. Custo médio do petróleo está 10% abaixo do previsto no Orçamento

Segredo para subida de vendas da Primark? Novas lojas e coleção para animais