Hub Criativo do Beato

Super Bock Group investe três milhões em microcervejeira no Beato

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

The Browers Company é a nova marca da dona da Super Bock e vai instalar-se no Hub Criativo do Beato a partir de outubro de 2019.

“One bro, one brew” é o lema da The Browers Company, a nova marca do Super Bock Group para promover as cervejas portuguesas e que vai contar com a primeira microcervejeira em Lisboa. O Browers Beato nasce em outubro de 2019 e irá receber um investimento de três milhões de euros. Eduardo Souto de Moura e Nuno Graça Moura são os arquitetos que vão transformar a antiga central elétrica no “salão de visitas do Hub Criativo do Beato”.

Juntamos atualidade, modernidade e conforto num património histórico que foi negligenciado e que tinha de ser reabilitado”, assinalou esta terça-feira Rui Lopes Ferreira, presidente executivo do grupo Super Bock, na apresentação do projeto, no Beato.

O Browers Beato, além da microcervejeira para produção de cervejas em pequena escala, vai contar com uma zona de restauração, uma área para eventos e workshops culturais e uma sala de provas para promoção da experiência cervejeira. Este projeto também terá uma forte ligação à cultura e às indústria criativas, graças à realização de eventos musicais e de arte pública e urbana.

Este espaço estará aberto ao público e “pretende englobar a comunidade residente cervejeira”, destaca o líder da dona da Super Bock, lembrando que o Beato é considerado o “Lisbon Beer District”. Na primeira fase, será possível experimentar 15 cervejas nacionais e internacionais.

A área da restauração irá contar com o apoio do grupo Multifood. A empresa que detém os restaurantes Vitaminas e os espaços Delidelux vai elaborar uma carta própria para servir as refeições neste espaço.

Tratar o espaço “como uma avó”

Eduardo Souto de Moura, o mais recente Leão de Ouro de Veneza, é o responsável pelo desenho do Browers Beato. O arquiteto do Porto foi desafiado há praticamente um ano pela administração do Super Bock Group e realizou várias visitas a cervejeiras na Alemanha e na Holanda.

“Fiquei encantado com estas lojas e este colorido”, manifestou Souto de Moura na apresentação do projeto. A microcervejeira do Beato vai começar a ser construída em setembro e terá alterações bastante personalizadas.

É um espaço que tem de ser de tratado com carinho, como se fosse uma avó, que é muito frágil. É um local único e onde é preciso inventar muito pouco”, assinalou. Souto de Moura explicou na apresentação algumas das propostas para o espaço, que foram desenhadas em conjunto com o arquiteto Nuno Graça Moura mas que ainda nem foram apresentadas formalmente à dona da Super Bock nem aprovadas pela câmara de Lisboa.

Por exemplo, “os candeeiros podem ser aproveitados” e será possível ter vidros duplos com 4 cm de espessura. Serão ainda criadas condições acústicas para haver alguns concertos neste espaço. Será ainda aberto um piso subterrâneo, que terá uma galeria técnica.

O Browers Beato será um dos primeiros espaços a funcionar no Hub Criativo do Beato. A antiga manutenção militar será um dos maiores hubs de empreendedorismo da Europa, ocupando um espaço de 35 mil metros quadrados no Beato, na zona oriental de Lisboa.

O espaço ainda poderá ser ampliado, com mais 100 mil metros quadrados. As negociações para a concessão deste espaço estão a decorrer entre a câmara de Lisboa, o Exército e o Tesouro, adiantou esta terça-feira Fernando Medina aos jornalistas.

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Margarida Matos Rosa, presidente da Autoridade da Concorrência

Tiago Petinga/Lusa

Concorrência acusa 5 seguradoras e 14 administradores de formarem um cartel

Turismo. Fotografia: REUTERS/Nacho Doce

Excedente comercial nacional afunda mais de 68% no 1º semestre

empresas

Quando o nome de família trava o crescimento das empresas

Outros conteúdos GMG
Super Bock Group investe três milhões em microcervejeira no Beato