Turismo

Galiza e Norte de Portugal unidos para aumentar turistas de “ano para ano”

Valença e Tui cumprem tradição pascal do “Lanço da Cruz” Os padres das aldeias de Cristelo Côvo, em Valença, e de Sobrado, em Tui, na Galiza, cruzam o rio Minho de barco, para cumprir a tradição do "Lanço da Cruz".
Cruz Portuguesa no regresso a Cristelo Covo. Fotografia: Rui Manuel Fonseca / Global Imagens
Valença e Tui cumprem tradição pascal do “Lanço da Cruz” Os padres das aldeias de Cristelo Côvo, em Valença, e de Sobrado, em Tui, na Galiza, cruzam o rio Minho de barco, para cumprir a tradição do "Lanço da Cruz". Cruz Portuguesa no regresso a Cristelo Covo. Fotografia: Rui Manuel Fonseca / Global Imagens

As duas regiões pretendem reforçar a partilha de conhecimentos

O Turismo do Porto e Norte de Portugal e a Agência de Turismo da Galiza querem aumentar “de ano para ano” o número de turistas portugueses e galegos entre as duas regiões, disseram hoje as duas entidades.

À margem de uma ação de promoção e intercâmbio entre a Agência de Turismo da Galiza e o Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), que termina hoje em Santiago de Compostela, no âmbito do Memorando de Entendimento assinado entre as partes nos finais de 2015, a diretora-geral do Turismo da Galiza, Nava Castro, declarou à Lusa que o objetivo daquela entidade é que os portugueses “conheçam os recursos singulares na Galiza” para que “ano após ano sejam muitos os turistas a visitarem a região”.

“Dentro das linhas estratégicas de promoção para nos darmos a conhecer melhor ao turista estrangeiro, um dos nossos objetivos prioritários é o português”, admitiu Nava Castro, acrescentando que a “proximidade com o país vizinho”, não se mede apenas pelos “escassos quilómetros de distância”, mas principalmente pelas “parecenças culturais”, pelas “tradições e folclore”, como também pela “gastronomia” e “vinhos.

O presidente da TPNP, Melchior Moreira, disse, por seu lado, que uma “adequada partilha de sinergias transfronteiriças”, vai permitir ao Turismo do Norte de Portugal “aumentar a quota de mercado”, “crescer em número de turistas” e “potenciar o aumento da estada média”, gerando um “maior retorno dos investimentos realizados no âmbito dos Produtos Turismo de Natureza e Gastronomia e Vinhos”.

“Temos noção da importância de Espanha e da Galiza, em concreto, para os nossos objetivos. Mais de 60% do nosso crescimento deve-se ao mercado interno o que nos mostra a importância da concretização desta parceria”, acrescentou.

As dormidas dos turistas portugueses em hotéis na Galiza (Espanha) aumentaram 17% entre janeiro e agosto de 2017 face ao período homólogo de 2016, liderando o turismo internacional naquela região, informou o Turismo galego.

Dados do Departamento de Promoção do Turismo da Galiza indicam que entre janeiro e agosto de 2017 foram registadas “247 mil dormidas de turistas portugueses em hotéis galegos”, um valor que cresceu 17% face às 205 mil dormidas dos portugueses no mesmo período em 2016.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

O empresário Joe Berardo à chegada para a sua audição perante a II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

A “golpada”, a falta de património e o risco todo no lado da CGD

Luís Castro Henriques .
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)

Luís Castro Henriques: “Portugal já não é um país de burocratas”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Galiza e Norte de Portugal unidos para aumentar turistas de “ano para ano”