Tecnologia

Google suspende negócios com a Huawei. Milhões de smartphones afetados

Huawei | 5G | Redes 5G
Foto: REUTERS/Tyrone Siu

Este é o mais recente desenvolvimento de uma guerra comercial entre os EUA e a empresa chinesa.

Todos os negócios da Google com a Huawei que envolvam a transferência de hardware, software e serviços técnicos estão suspensos. A notícia foi avançada pela agência Reuters e entretanto já confirmada por outras publicações junto de fontes próximas à tomada de decisão.

Isto significa que o acordo de licenciamento que a Google e a Huawei têm para a integração do sistema operativo Android nos smartphones da marca chinesa fica igualmente suspenso.

Caso venha a confirmar-se – até à hora de publicação do artigo nenhuma das tecnológicas pronunciou-se sobre o caso -, isto significa que futuros smartphones da Huawei só terão acesso à versão do Android em código aberto e que não vão receber as atualizações de segurança diretamente da Google.
Os smartphones da Huawei deixam também de trazer instaladas de origem as aplicações proprietárias da Google, como o Gmail ou a loja de conteúdos multimédia Google Play. Mas a notícia da Reuters diz que a Google ainda está a discutir internamente quais os serviços que serão afetados por esta suspensão.

O impacto desta decisão pode ser grande: a Huawei é a segunda maior vendedora de smartphones a nível mundial, apenas atrás da Samsung, tendo expedido mais de 200 milhões de dispositivos em 2018. Em Portugal a marca é líder de mercado, tendo ultrapassado a Samsung.

Leia também | Mesmo sob pressão, Huawei cresce no 5G. Só na Europa já existem 23 contratos

Esta situação está relacionada com uma ordem executiva do presidente dos EUA, Donald Trump, que na semana passada colocou a gigante chinesa na ‘lista negra’ de organizações com as quais as empresas norte-americanas não podem fazer negócio.

Este é também mais um ‘degrau’ na escalada de tensão entre os EUA e a empresa chinesa, uma guerra que tem estado centrada acima da tudo na questão do 5G e da segurança.

Muitos antes desta notícia, já Richard Yu, líder da divisão de dispositivos móveis da Huawei, admitia que a tecnológica tem um sistema operativo próprio pronto, caso não possa mais usar o Android.

“Preparámos o nosso próprio sistema operativo, para o caso de já não podermos usar estes sistemas, vamos estar prontos para usar o nosso plano B”, referiu o executivo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
: PÁGINAS : LIXO 08-09 NEGÓCIOS Eólicas + Opinião

Eólica vs. solar. Que energia dominará a Europa em 2030?

Turistas no Miradouro São Pedro de Alcântara, em Lisboa.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Ourém recua, Guimarães pondera. São já 8 os municípios que cobram taxa turística

Algarve, Portugal. Fotografia: D.R.

Algarve confiante numa estabilização do mercado britânico

Outros conteúdos GMG
Google suspende negócios com a Huawei. Milhões de smartphones afetados