Investimento

Governo aprova contratos de investimento para criar 165 empregos até 2021

Imagem de arquivo dos colchões Molaflex.
Imagem de arquivo dos colchões Molaflex.

Molaflex e Volvalis vão investir um total de 24,4 milhões de euros em novos projetos e terão apoios fiscais.

Há 165 novos postos de trabalho que vão ser criados em Portugal até 2021 e que vão contar com apoio financeiro. O Governo aprovou esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, os projetos da Molaflex e da Volvalis para beneficiarem dos contratos fiscais de investimento a celebrar com o Estado português.

O maior investimento é da parte da Volvalis. A empresa de isolamentos minerais pretende criar 65 novos empregos até 2020 graças a um investimento de 16 milhões de euros, segundo o comunicado difundido pelo Conselho de Ministros.

Quem vai criar mais empregos, no entanto, é a empresa de colchões Molaflex, que vai criar 100 novos postos de trabalho até 2020. O projeto da empresa de Santa Maria da Feira irá contar com um investimento de 8,4 milhões de euros.

Em janeiro de 2018, foi noticiada pelo Jornal de Negócios a deslocalização de toda a produção da Molaflex das unidades de São João da Madeira e de Porriño (Galiza) para Santa Maria da Feira.

O Conselho de Ministros aprovou ainda o prolongamento, por mais um ano, do projeto de investimento da empresa de escapes Faurecia no montante de 41,5 milhões de euros. A multinacional francesa prometeu, em 2016, criar 400 novos postos de trabalho nos dois anos seguintes em Bragança além dos 850 que já emprega, conforme o Dinheiro Vivo escreveu em dezembro de 2016.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

BCP

BCP propõe distribuir 30 milhões em dividendos

Miguel Maya, CEO do Millennium Bcp.
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Lucro do BCP sobe mais de 60% para 300 milhões em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Governo aprova contratos de investimento para criar 165 empregos até 2021