Coronavírus

Governo diz que CTT tiveram “capacidade de resposta razoável” durante a crise

(Amin Chaar / Global Imagens)
(Amin Chaar / Global Imagens) Fotografia: D.R.

"Os CTT, durante a crise, tiveram uma capacidade de resposta razoável, obviamente anormal", indicou o secretário de Estado das Comunicações.

O secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Alberto Souto de Miranda, afirmou esta quarta-feira que os CTT tiveram uma “capacidade de resposta razoável” durante o período de crise provocado pela pandemia de covid-19.

“Os CTT, durante a crise, tiveram uma capacidade de resposta razoável, obviamente anormal, e sobretudo afetada pela inexistência de transportes aéreos para os Açores e para a Madeira”, afirmou o governante, que falava na comissão parlamentar de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação.

“Em geral, para todo o país, não há registos de grandes perturbações no correio”, excetuando o internacional, que tem sido afetado pela falta de ligações aéreas, prosseguiu.

Por sua vez, o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, tinha afirmado que os CTT “enfrentam dificuldades” como todas as empresas neste período de pandemia.

“Sabemos que há algumas dificuldades, mas não temos notícia de uma degradação excessiva do serviço” face a uma situação “que é difícil e desafiante”, afirmou Pedro Nuno Santos, na comissão parlamentar.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Indústria do calçado. 
Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal regressou ao Top 20 dos maiores produtores de calçado

Alexandre Meireles, presidente da ANJE. Fotografia:  Igor Martins / Global Imagens

ANJE teme que 2021 traga “grande vaga” de falências e desemprego

Mina de carvão perto da cidade de Oaktown, Indiana, Estados Unidos. (EPA/TANNEN MAURY)

Capacidade de produção de carvão caiu pela primeira vez

Governo diz que CTT tiveram “capacidade de resposta razoável” durante a crise