Telecomunicações

Governo nacionaliza SIRESP por 7 milhões de euros

(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Negociações para a aquisição da parcela que estava com a Altice e Motorola terminaram. Governo fica com a totalidade do Siresp

O Governo já chegou a acordo com a Altice e a Motorola para comprar a fatia do SIRESP que estava na esfera privada. O acordo foi conseguido esta noite e a decisão foi aprovada em Conselho de Ministros, anunciou o Executivo, mas o acordo só será efetivado em dezembro. O Estado vai pagar sete milhões de euros: a Altice recebe 5,5 milhões e a Motorola os restantes 1,5 milhões.

Como estava previsto, o Estado passará a deter a totalidade da rede de comunicações de emergência. Isto é, aos 33% que já tem através da Parvalorem junta agora a fatia de 52,1% que pertencia à Altice, através da PT Móveis, e a parcela de 14,9% que estava na mão da Motorola Solutions.

O secretário de Estado do Tesouro, Álvaro Novo, admitiu esta quinta-feira que a transação “defende o interesse público e o bom funcionamento” deste sistema de comunicações, cujo nome ficou bem conhecido de todos aquando das falhas no verão de 2017.

Pedro Siza Vieira adiantou ontem à noite que o governo pagaria “o justo valor” pela rede de comunicações de emergência e que o acordo seria fechado esta quinta-feira, como se veio a confirmar.

O mercado avançava que a fatia que estava na mão dos privados valia em torno dos 100 milhões de euros. Mas durante todo o processo o valor foi mantido em segredo. Sabe-se agora que a fatura final ficou nos 7 milhões de euros. O acordo só será efetivado em dezembro.

Alexandre Fonseca, CEO da Altice tinha já adiantado no início do mês ao Dinheiro Vivo que não pretendia enriquecer com esta venda. “Não vou falar de valores mas há um tema que é importante que fique claro: aquilo que queremos é que seja um valor justo. Só isso”. E completou: “Não queremos fazer lucro, não queremos enriquecer com a venda da SIRESP”.

As negociações para o controlo total do SIRESP estavam a decorrer desde o início de maio. A redundância de rede causou uma dívida de 11 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

LUÍS FORRA/LUSA

Dia 7. Termina greve dos motoristas

Francisco São Bento, presidente do SNMMP. Foto: Sara Matos/Global Imagens

Cinco momentos chave numa greve de sete dias

Outros conteúdos GMG
Governo nacionaliza SIRESP por 7 milhões de euros