Governo não vai permitir que bancos cobrem pelos depósitos

Governo não pondera nenhuma alteração legislativa que modifique atual quadro jurídico.

Depois de vários banqueiros terem pedido, na semana passada, que a lei fosse revista de modo a permitir a aplicação de taxas de juro negativas nos depósitos dos grandes clientes institucionais, o Governo afasta tal possibilidade, segundo fonte oficial do Ministério das Finanças, avança o ECO.

"O atual quadro jurídico não permite a cobrança de taxas de juro nos depósitos. O Governo não pondera nenhuma alteração legislativa que modifique este quadro", indicou ao diário online.

O Ministério das Finanças lembrou que entre os seus princípios fundamentais estão a "defesa da estabilidade financeira, a confiança dos aforradores no sistema bancário e na preservação do valor das suas poupanças".

"Não percebo porque é que em Portugal – e não estou a falar de particulares nem das PME, obviamente – não podemos cobrar taxas de juro aos clientes", afirmou Miguel Maya, presidente do BCP, na conferência "Banca do Futuro", organizada pelo Jornal de Negócios. Também os líderes da Caixa Geral de Depósitos, Paulo Macedo, e Novo Banco, António Ramalho, partilharam a mesma opinião.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de