auditoria

CMVM: Grandes auditoras controlam 45% do mercado

PricewaterhouseCoopers (PwC)
PricewaterhouseCoopers (PwC)

As 'big four' reforçaram a sua quota em Portugal, em 2018, num mercado que gerou 160,2 milhões de euros em honorários.

As ‘big four’ da auditoria – Deloitte, KPMG, EY e PwC – reforçaram a sua quota de mercado em 2018 e passaram a controlar 45% do negócio em Portugal.

A informação consta do relatório com os resultados do sistema de controlo de qualidade da auditoria, que foi divulgado esta quinta-feira pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Segundo o relatório, o valor global dos honorários de auditoria em 2018 aumentou 2% face ao exercício de 2017, para 160,2 milhões de euros.

“As quatro maiores firmas de auditoria em Portugal representavam 45% do total dos honorários em 2018, havendo maior concentração do que em 2017 [42%]”, refere o comunicado da CMVM sobre o relatório.

No total, estão registadas na CMVM mais de 1.400 entidades habilitadas a prestar serviços de auditoria, entre Revisores Oficiais de Contas (ROC) e Sociedades ROC. Destes, 58 auditam empresas de interesse público.

Atualizada às 15H18

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

Marcelo. “É preciso em abril ganhar maio”. Escolas devem continuar fechadas

Henrique Burnay, sócio-gerente da Eupportunity
(Paulo Spranger/Global Imagens)

“O problema desta crise são os Estados-membros, não é Bruxelas”

pandemia de covid-19 (coronavírus) portugal corona virus concelho

345 mortos e 12442 casos confirmados de covid-19 em Portugal

CMVM: Grandes auditoras controlam 45% do mercado