transportes

Greve dos comboios adiada para 31 de outubro

(Leonardo Negrão / Global Imagens)
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

A greve em defesa da negociação de um Acordo Coletivo irá ocorrer dentro dos mesmos moldes que já estavam previstos para esta sexta-feira.

A greve das Infraestruturas de Portugal marcada para esta sexta-feira foi adiada para 31 de outubro. A decisão foi comunicada após a reunião desta quarta-feira. A posição fechada do Governo levou as estruturas sindicais a reformular as formas de luta em curso, avançou a Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans) em comunicado.

A greve acontecerá a 31 de outubro, dentro dos mesmos moldes. A IP deve apenas assegurar, como habitualmente em dias de greve, que cheguem aos seus destinos os comboios que estejam em marcha à hora do início da greve, assim como o funcionamento do comboio de socorro e de transporte de matérias perigosas, combustível, carvão e bens perecíveis

Os sindicatos que convocaram a greve exigem “respostas às propostas sindicais tanto da parte da empresa como do Governo” em relação à negociação do acordo coletivo, já tinha dito anteriormente à Lusa, o coordenador do Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário (SNTSF), José Manuel Oliveira.

Na próxima segunda-feira haverá uma reunião das organizações de trabalhadores para o planeamento da greve e outras ações a desenvolver, de modo a intensificar a luta.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Caixa perdeu 1300 milhões com créditos de grandes devedores

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Outros conteúdos GMG
Greve dos comboios adiada para 31 de outubro