Retalho Alimentar

Grupo DIA consegue injeção financeira de 771 milhões de euros

O grupo Dia opera em Portugal com a marca Minipreço. 
(José Carmo / Global Imagens)
O grupo Dia opera em Portugal com a marca Minipreço. (José Carmo / Global Imagens)

No acordo ficou ainda a possibilidade de o grupo conseguir um financiamento de 100 milhões de euros adicionais.

Depois de um período financeiro conturbado, o grupo DIA encontrou uma brecha para poder respirar de alívio. Os credores da empresa e a LetterOne, principal acionista com 70% do grupo, concordaram em injetar 771 milhões de euros que poderão ser utilizados ao longo dos próximos quatro anos.

Para já, o grupo recebe 500 milhões da LetterOne, sendo que os bancos concordaram em injetar 271 milhões de euros adicionais, que serão utilizados de acordo com as necessidades do negócio que se pretende que, assim, atinja a estabilidade financeira e se consiga reposicionar para se manter competitivo no longo prazo. No acordo ficou ainda a possibilidade de uma injeção de 100 milhões de euros adicionais.

“O anúncio de hoje reflete a força, o conhecimento e o compromisso do nosso acionista de referência. Estou grato pelo apoio, pela confiança na DIA e no nosso potencial para criar valor a longo prazo”, indicou em comunicado enviado às redações o presidente executivo do grupo DIA, Karl-Heinz Holland. “Agora, temos a capacidade para lidar com os desafios que temos pela frente e construir uma grande marca do setor da distribuição. É meu objetivo atuar de forma efetiva em benefício dos nossos clientes, colaboradores, franqueados e fornecedores.”

A empresa estava a atravessar uma fase de dificuldades financeiras, tendo fechado o ano de 2018 com um prejuízo de 352,6 milhões de euros, dos quais Portugal foi responsável por 16,5 milhões. Só na operação portuguesa, encerrou 50 lojas, das quais 10 próprias e 40 franquiadas.

Atualizado às 12:15 com o valor correto da posição da LetterOne no grupo DIA

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: Leonel de Castro/Global Imagens

Famílias com 12 meses para pagarem rendas do estado de emergência

(João Silva/ Global Imagens)

Papel higiénico, conservas:em 2 semanas, portugueses gastam 585 milhões no super

coronavírus em Portugal (covid-19) corona vírus

140 mortos e 6408 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Grupo DIA consegue injeção financeira de 771 milhões de euros