Grupo HIT espera melhor ano de sempre na produção de concentrado de tomate

Tomate reúne competências
Tomate reúne competências

O grupo HIT (Holding da Indústria Transformadora do Tomate), dono das fábricas de processamento de tomate Italagro (em Castanheira do Ribatejo) e FIT (em Águas de Moura), estima atingir em 2013 os melhores resultados de sempre, com uma subida do volume de negócios em 20%. Ou seja, um crescimento dos 54 milhões de euros em 2012 para os 64 milhões este ano. Desde 2006 (antes da formação do grupo), as vendas cresceram 86% e a expetativa é continuarem a subir.

Criado em Portugal em 2007, e atualmente detido maioritariamente pelo grupo japonês Kagome, o HIT espera processar este ano 320 mil toneladas de tomate e exportar a quase totalidade da sua produção. Os principais mercados são Reino Unido, Irlanda, França, Alemanha, Holanda, países escandinavos, Rússia, Kuwait, Arábia Saudita,Japão, Coreia, Tailândia e Austrália.

As exportações para o Japão aumentaram 91%, de sete milhões de euros em 2006 para 14,2 milhões em 2012, e em 2013 deverão voltar a crescer. Um extrato de tomate é produzido especialmente para ser incorporado numa cerveja japonesa, o que é um exemplo dos usos diferenciados que têm os produtos feitos nestas instalações nacionais.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

Foto: D.R.

TAP soma prejuízos de 111 milhões até setembro. E vai contratar mais 800 pessoas

Outros conteúdos GMG
Grupo HIT espera melhor ano de sempre na produção de concentrado de tomate