Trabalho

Grupo Super Bock aumenta salário mínimo para 735 euros

super bock
D.R.

O grupo Super Bock vai aumentar o salário mínimo pago aos trabalhadores para 735 euros em 2020, um aumento de 5% face aos 700 euros pagos em 2019, foi hoje divulgado.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o grupo Super Bock (que inclui a cerveja homónima, a Carlsberg, as águas Vitalis e Pedras Salgadas ou o refrigerante Frutea) anunciou que a mudança tem efeitos a partir de 01 de janeiro deste ano.

Segundo a empresa, trata-se do segundo aumento do salário mínimo em dois anos, já que em 2018 a empresa pagava um mínimo de 675 euros aos trabalhadores.

rupo Super Bock tem 1300 trabalhadores

Atualmente, de acordo com dados da empresa, o grupo Super Bock é composto por 1.300 trabalhadores, a maioria em Portugal, já que apenas 21 estão localizados no estrangeiro.

Miguel Araújo, diretor de relações institucionais da empresa, afirmou, citado na nota, que o ordenado mínimo da empresa “tem evoluído consistentemente acima dos valores fixados pelo Governo”.

O salário mínimo nacional foi aumentado em 2020 para os 635 euros, uma subida face aos 600 em vigor em 2019.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), esta tarde na Assembleia da República, em Lisboa, 09 de janeiro de 2020. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Subida do PIB em 2019 chega aos 2,2% com revisão nas exportações de serviços

Foto - Leonardo Negrao

Deco: seguros de saúde não cobrem coronavírus, seguros de vida sim

Foto: D.R.

Easyjet. Ligações de Portugal com Itália não serão afetadas, por enquanto

Grupo Super Bock aumenta salário mínimo para 735 euros