Ensino

Há 200 vagas para aprender programação sem pagar nada

Fotografia: DR
Fotografia: DR

Escola Le Wagon vai ensinar programação a iniciantes durante o mês de junho graças ao apoio da comunidade tecnológica portuguesa.

Há 200 vagas para aprender programação sem pagar nada. Entre 8 de junho e 1 de julho, a escola Le Wagon vai promover um programa de formação remota gratuito para desenvolver as competências tecnológicas dos trabalhos. Haverá três sessões semanais, de 45 minutos cada, durante a hora de almoço, segundo a informação divulgada esta quinta-feira.

Os 200 participantes também vão ter acesso a programas de mentoria individuais, com ex-alunos da Le Wagon, para aconselhamento de carreira e ainda um canal privado comunitário para conhecer outras pessoas que estão no mesmo momento de transição ou para esclarecer dúvidas com os professores da escola.

A iniciativa Programming for Everybody ganha mais importância numa altura em que dezenas de milhares de pessoas estão em regime de lay-off ou perderam o seu posto de trabalho. A carreira de programador tem ganhado destaque nos últimos anos e mesmo em período de pandemia continua a ser uma profissão com muita procura.

Processados 90 mil pedidos de lay-off, abrangendo 735 mil trabalhadores

Diversas pessoas têm a noção que programação não é simples e acabam por não considerar a carreira como opção. […] Esta é uma ótima oportunidade para que possam aprender conhecimentos básicos de programação enquanto recebem noções iniciais do que pode ser um trabalho super divertido e que vale a pena ser considerado”, assinala a co-fundadora da Le Wagon, Shannon Graybill, citada em nota de imprensa recebida pelo Dinheiro Vivo.

As inscrições para esta iniciativa estão abertas até 3 de junho e poderão ser feitas através desta página. A oferta destes cursos é financiada por várias entidades da comunidade tecnológica portuguesa, como Universidade de Aveiro, Beta-i, Now no Work, Selina, Lean in Women in Tech, Demium Startups, Startup Lisboa, Productized and Nova SBE Tech Club.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Arquivo/ Global Imagens

Transações de casas caíram 35,25% em abril. Preços começam a abrandar

(João Silva/ Global Imagens)

Estrangeiros compraram menos casas em Portugal em 2019. Preço por imóvel subiu

(JOSÉ COELHO/LUSA)

Cadeias de retalho contra desfasamento de horários. Aguardam publicação da lei

Há 200 vagas para aprender programação sem pagar nada