Congresso ADHP

Hotelaria. Gestores exigem valorização das carreiras

Raul Ribeiro Ferreira, presidente da Associação dos Diretores de Hotéis de Portugal. Fotografia: Direitos Reservados
Raul Ribeiro Ferreira, presidente da Associação dos Diretores de Hotéis de Portugal. Fotografia: Direitos Reservados

Até ao final do mês será conhecida o novo sistema de qualificação dos empreendimentos turísticos, que integrará a componente dos recursos humanos

A Associação dos Diretores de Hotéis de Portugal (ADHP) quer ver reconhecida publicamente a carreira de gestor hoteleiro que, há cerca de seis anos, foi alvo de desregulamentação. Raul Ribeiro Fernandes, presidente da ADHP, não tem dúvidas em afirmar que esta é a sua “principal preocupação” e sublinha que, numa altura em que o setor tem um grave problema de falta de mão-de-obra, qualificada e desqualificada, não há forma de reconhecer as competências dos profissionais.

Raul Ribeiro Fernandes lembra que a desregulamentação iniciou-se pela carreira de diretor de hotel e, pouco depois, estendeu-se a todos os profissionais do turismo, como cozinheiros, empregados de mesa… e, dessa forma, acabaram as carteiras profissionais. “Enquanto responsáveis pela qualidade dos empreendimentos turísticos esta matéria preocupa-nos, porque um empresário pode contratar quem quiser e o candidato pode até não ter experiência”, frisa ao Dinheiro Vivo à margem do XV Congresso da ADHP, subordinado ao tema Património e Qualificação: Dois Vetores de rentabilidade hoteleira, que termina amanhã em Viseu.

Para contornar esta lacuna, a ADHP criou a sua própria certificação de qualidade do diretor de hotel, tendo feito um trabalho com as escolas superiores de turismo para identificar o perfil do gestor. Agora que a Secretaria de Estado da tutela está a ultimar a revisão do sistema de qualificação dos empreendimentos turísticos de três, quatro e cinco estrelas, que irá integrar as componentes recursos humanos, acessibilidades e sustentabilidade, o dirigente associativo quer ver se na futura portaria “surge a função de diretor de hotel e como é feito o reconhecimento da profissão”. Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo, prevê disponibilizar o documento para consulta pública ainda este mês.

Cursos para o mercado
Raul Ribeiro Fernandes, que inicia em maio o seu terceiro mandato à frente da ADHP, considera essencial que os cursos superiores da área do turismo – muitos ministrados por politécnicos – tenham uma base mais técnica e direcionada para o mercado de trabalho do que académica. Na opinião deste diretor de hotel e professor universitário, a A3ES (a agência de avaliação e acreditação do Ensino Superior) está a promover e a “exigir cada vez mais produção científica e a desvirtuar o que são cursos de cariz profissional”. Como sublinha, “é preciso não esquecer a base da escola, mais técnica do que académica”.

A ADHP está a promover o seu XV congresso, um evento que atraiu o interesse de mais de 280 pessoas, entre profissionais do setor e alunos, para ouvir 42 oradores, entre nacionais e estrangeiros, a falar sobre os desequilíbrios entre o litoral e o interior, a importância do património cultural e natural para combater as assimetrias do território, o turismo acessível ou os desafios das novas tecnologias.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Hotelaria. Gestores exigem valorização das carreiras