smartphones

Huawei quer ultrapassar Samsung e Apple no fabrico de smartphones

Richard Yu apresentou o mais recente modelo da Huawei em abril
Richard Yu apresentou o mais recente modelo da Huawei em abril

O gigante chinês Huawei acredita poder ultrapassar 25% de quota de mercado nos próximos cinco anos, passando a Apple e a Samsung

A Huawei Technologies tem como objetivo para os próximos cinco anos ultrapassar a Samsung e a Apple e tornar-se no maior fabricante mundial de smartphones. A empresa chinesa espera, nesse período de tempo, conquistar mais de 25% de quota de mercado.

“Queremos ser o fabricande número 1 de smartphones no mundo. É uma corrida de longa distância e nós temos paciência”, disse Richard Yu, o responsável pelo negócio de eletrónica de consumo na empresa, durante uma conferência de tecnologia promovida pelo The Wall Street Journal, em Hong Kong.

A par da empresa sueca Ericsson, a chinesa Huawei é uma das maiores fornecedoras mundiais de equipamento de telecomunicações, mas tem vindo a crescer, nos anos mais recentes, no fabrico de telemóveis.

Atualmente, a quota da Huawei tem vindo a aproximar-se dos valores da Samsung e da Apple, cujo crescimento tem vindo a diminuir. No primeiro trimestre, o volume de vendas de smartphones da Huawei aumentou 59% face ao ano passado, enquanto as vendas da Samsung praticamente não evoluiram e as da Apple diminuiram 14%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Estado ‘devolve’ em deduções 60% do Adicional ao IMI que cobra

Amoreira Óbidos

Espanha desapareceu do mapa e França descobriu o velho oeste português

António Mexia  (EDP) durante a cerimonia de assinatura de financiamento por parte do Banco Europeu de Investimento (BEI) da Windfloat Atlantic. Um projecto de aproveitamento do movimento eólico no mar ao largo de Viana do Castelo.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

EDP quer exportar tecnologia do maior parque eólico flutuante do mundo

Outros conteúdos GMG
Huawei quer ultrapassar Samsung e Apple no fabrico de smartphones