Energia

Iberdrola distingue construtora portuguesa

António Sousa, Administrador da Socorpena, e Verónica Villar, Responsável de Compras de Negócio Liberalizado da Iberdrola
António Sousa, Administrador da Socorpena, e Verónica Villar, Responsável de Compras de Negócio Liberalizado da Iberdrola

Socorpena recebe Prémio Fornecedor do Ano 2018 pela construção dos acessos às barragens do Alto Tâmega, Daivões e Gouvães

A Socorpena, construtora portuguesa com sede em Ribeira de Pena, Vila Real, foi distinguida com o prémio Fornecedor do Ano 2018 na categoria de serviços de construção. A empresa tem a seu cargo a construção dos acessos às centrais hidroelétricas de Gouvães e Alto Tâmega, no âmbito do projeto do Sistema Eletroprodutor do Tâmega, e foi distinguida pela “promoção do emprego local e ainda pela qualidade do trabalho realizado, bem como pela sua capacidade de cumprir os exigentes prazos, impostos pela Iberdrola, para a execução das suas funções”, anunciou o grupo espanhol em comunicado.

O Sistema Eletroprodutor do Tâmega contempla a construção de três barragens – Alto Tâmega, Daivões e Gouvães – e os trabalhos “avançam a bom ritmo”, estando já executada 35% da obra. Até 2023 o Sistema Eletroprodutor do Tâmega deverá estar completamente concluído. O investimento é de 1,84 milhões de euros.

Com os prémios a Iberdrola pretende “incentivar, promover e reconhecer o trabalho” dos seus fornecedores, que assume ser “fundamental para o alcance dos objetivos estratégicos da empresa”, bem como para responder aos desafios impostos pela ONU ao nível do desenvolvimento sustentável. Ignacio Galán, CEO do grupo, destacou que “apenas profissionais competentes, inovadores, eficientes e responsáveis ​​podem ajudar-nos a cumprir com os nossos planos para o futuro. Um futuro que visualizamos verde e digital”.

Em causa estão contratos de fornecimento de valor superior a mais de 9.000 milhões de euros em 2018, mais 5% do que no ano anterior, e que envolvem empresas responsáveis por mais de 400 mil trabalhadores. A maioria dos contratos refere-se a fornecedores dos países de referência da Iberdrola, como Espanha, Estados Unidos, Brasil, Reino Unido e México, mas também a empresas de outros países onde o grupo desenvolve iniciativas, como Portugal e França.

Algumas das adjudicações mais relevantes referem-se a projetos de primeira linha que a Iberdrola tem em desenvolvimento, como o parque eólico offshore East Anglia One, no Reino Unido, o complexo Hidroelétrico do Tâmega, em Portugal, a central fotovoltaica Núñez de Balboa, em Espanha, os projetos de transmissão de energia elétrica no Brasil e ainda os parques eólicos terrestres americanos em Coyote, Otter Creek, Karankawa e Montague. O projeto eletroprodutor do Tâmega faz parte do Programa Nacional de Barragens com Elevado Potencial Hidroelétrico (PNBEPH) e prevê gerar cerca de 13.500 novos empregos, entre diretos e indiretos, “proporcionando o desenvolvimento local das regiões afetas ao empreendimento”, destaca a empresa em comunicado.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (D), agraciou o empresário, Alexandre Soares dos Santos (E), com a Ordem de Grã-Cruz de Mérito Empresarial, no Palácio de Belém, em Lisboa, 20 de abril de 2017. 

Fotografia: PAULO NOVAIS/LUSA

Morreu Alexandre Soares dos Santos, o senhor Jerónimo Martins (1934 – 2019)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (D), agraciou o empresário, Alexandre Soares dos Santos (E), com a Ordem de Grã-Cruz de Mérito Empresarial, no Palácio de Belém, em Lisboa, 20 de abril de 2017. 

Fotografia: PAULO NOVAIS/LUSA

Marcelo condecora Soares dos Santos: empresário de “responsabilidade social”

ng3091740

O dono do Pingo Doce sobre o Estado, a crise e a Europa

Outros conteúdos GMG
Iberdrola distingue construtora portuguesa