Iberdrola quer ser referência nos carregamentos elétricos

Empresa espanhola instalou loja em movimento, em Matosinhos, por 10 anos, enquanto multiplica o número de postos em Portugal.

A Iberdrola chegou há pouco mais de um ano ao mercado da mobilidade elétrica em Portugal. Já instalou um total de 71 postos a nível nacional mas ainda está muito longe das centenas de tomadas dos líderes neste mercado. Nada que trave a ambição da elétrica espanhola, que pretende disputar as primeiras posições.

"Queremos ser uma referência e ter uma palavra a dizer em Portugal como operadores e comercializadores para a mobilidade elétrica. A Galp e a EDP são as nossas referências", antecipa, em declarações ao Dinheiro Vivo, o diretor de mobilidade inteligente da Iberdrola em Portugal, Pedro Torres.

A empresa tem conseguido crescer em Portugal graças a duas parcerias: com a empresa que gere o estacionamento em Lisboa (EMEL), vai instalar, ao longo dos próximos meses, um total de 169 postos de carregamento na cidade; e com os supermercados Mercadona, onde é instalada pelo menos uma tomada por cada nova loja - são já mais de duas dezenas em Portugal.

Nota ainda para a instalação de cinco postos ultra-rápidos, ao abrigo do concurso lançado pela Mobi.E. Beja, Bragança, Castelo Branco, Portalegre e Sintra terão carregadores de 150 kWh de acesso público, ainda raros no país.

A conversa com Pedro Torres decorreu durante uma visita à loja em movimento que a empresa instalou em Matosinhos, graças a uma parceria com o projeto Casas em Movimento. No centro da cidade foi colocado um espaço que move-se conforme a posição do sol, inspirado no movimento do girassol, rodando para criar zonas de sombra no verão, aumentar a exposição solar no inverno e potenciar a eficiência energética.

O edifício inteligente conta com materiais totalmente recicláveis, como madeira e cortiça e é uma montra da casa do futuro: 49 painéis solares ajudam a alimentar a casa e fornecem energia para um carregador normal de 22 kWh instalado na parede. Nota ainda para os vidros duplos e um sistema de monitorização sem fios que permite verificar o perfil de consumo e de produção de energia.

No exterior, num espaço com 200 metros quadrados e seis lugares de estacionamento, a Iberdrola disponibilizou ainda quatro tomadas de 22 kWh, duas de 50 kWh e uma de 150 kWh, o mais rápido da Área Metropolitana do Porto. Há ainda um ecrã gigante, que irá passar jogos de futebol nas grandes competições e fará divulgação de produtos ligados à eficiência energética.

Até 2025, a Iberdrola pretende instalar 150 mil postos de carregamento "nos países da Europa onde está mais presente", Portugal incluído. O responsável, contudo, não quis comprometer-se com o número de instalações para o mercado nacional. No final da conversa, a loja da elétrica já tinha passado para uma localização mais curva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de