Energias Renováveis

IKEA instala 18 mil painéis fotovoltaicos em Paços de Ferreira

IKEA Loulé (DR)
IKEA Loulé (DR)

O projeto é "um dos maiores em coberturas para autoconsumo energético na Europa"

A fábrica da IKEA em Paços de Ferreira vai passar a ter mais de 18 mil painéis fotovoltaicos.

O anúncio foi feito esta segunda-feira pela empresa sueca de mobiliário, segundo a qual o projeto vai cobrir uma área superior a 70 mil metros quadrados. O projeto é “um dos maiores em coberturas para autoconsumo energético na Europa”, afirma a empresa em comunicado enviado às redações.

O projeto, que deverá ficar concluído no início do próximo ano, vai permitir às unidades de produção da empresa em Portugal “evitar a emissão de 2.358 toneladas de CO2, o equivalente à energia elétrica necessária para 2.797 casas”, explica a cadeia sueca.

Cerca de 91% da energia produzida vai ser utilizada pela IKEA Industry e representará 14% do consumo das operações da fábrica.

“Estamos a trabalhar diariamente para que as nossas operações sejam cada vez mais responsáveis na utilização dos recursos e energia. Queremos contribuir de forma positiva para o desenvolvimento económico, ambiental e social das comunidades em que estamos inseridos, começando pelos cerca de 1.300 colaboradores IKEA Industry em Paços de Ferreira”, afirma Jorge Ferreira, manager da IKEA Industry Portugal, no mesmo comunicado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A administradora delegada da Media Capital, Rosa Cullell (E), acomapnhada pelo CEO da Altice Media, Alain Weill (2-E), do CEO do Grupo Altice, Michel Combes (2-D), e do Chairman e CEO da Portugal Telecom, Paulo Neves (D), fala durante uma conferência de imprensa sobre a compra da Altice sobre o grupo Media Capital,. Fotografia: ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Compra da TVI pelo Meo pode “criar entraves significativos à concorrência”

O ministro das Finanças, Mário Centeno (E), acompanhado por Carlos Tavares (D), antigo presidente da CMVM, durante a sessão de apresentação pública do relatório do Grupo de Trabalho para a Reforma do Modelo de Supervisão Financeira. (ANDRÉ KOSTERS/LUSA)

Belém e Parlamento terão de validar novo governador do Banco de Portugal

Cristina Casalinho, presidente do IGCP. Fotografia: Diana Quintela/Global Imagens

Casalinho quer alongar pagamento da dívida para evitar picos de reembolsos

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
IKEA instala 18 mil painéis fotovoltaicos em Paços de Ferreira