Ikea

IKEA tem nova estratégia de venda em Portugal. Saiba o que vai mudar

Ikeaportugal

Uma casa portuguesa ao estilo IKEA? A marca vai ajudar com tutoriais e conta historias reais na sua nova estratégia. O novo catálogo 2019 já chegou.

É uma casa portuguesa, com certeza. Na verdade, o novo slogan do IKEA é “não há casa como a nossa”. A empresa sueca está há 14 anos em Portugal e, depois de “ter mudado a forma como os portugueses olhavam para a sua casa”, agora está determinada em mostrar histórias reais que valorizam a importância da casa para cada um.

Helena Gouveia, responsável de marketing da IKEA Portugal congratulou-se esta terça-feira com os 71% que o IKEA tem em Portugal no chamado índice de top of mind (um ranking de popularidade de uma marca), o mais elevado a nível mundial para a marca sueca. Nesse contexto, lembrou que com a chegada da IKEA a Alfragide em 2004 “as casas em Portugal passaram a ser mais uma expressão da família que lá vivia e não apenas locais funcionais”.

Daí que a estratégia para o novo ano fiscal da IKEA, que começa em setembro, passe por contar histórias reais de famílias portuguesas. Por isso, algumas equipas do IKEA fizeram várias visitas a casas de clientes por todo o país. “Queríamos ver como as pessoas usavam os nossos produtos também para poder pensar em novas soluções e ajustar as nossas lojas ao que víamos”, explicou a líder de marketing em território nacional.

A ideia para 2019 passa também por manter a estratégia de produtos acessíveis: “temos de saber quanto é que as pessoas podem gastar por mês nos nossos produtos”. Além disso, apresentaram um estudo nacional, onde 45% das pessoas garantiram que é em casa que têm as relações mais importantes e é por lá que 58% dos portugueses têm discussões.

Capa catálogo IKEA 2019

O catálogo começa a ser distribuído nas próximas semanas – são três milhões de exemplares – e vai ter sete casas representadas e várias histórias demonstradas nas suas páginas. Vão também voltar os catálogos personalizados, uma iniciativa do ano passado bem sucedida, que levou à emissão de 16 mil catálogos com 16 mil famílias representadas.

Para inspirar os seus clientes, a IKEA também vai renovar quatro vezes por ano a loja e para cada estação do ano irá contar em vídeo uma história real, recriada por atores. Já para este outono a história a ser contada é a de Aline, uma jovem que foi a uma loja para comprar móveis para uma nova casa, depois de ter discutido com a sua mãe. O vídeo que usa esta história mostra a discussão, a saída de casa e a forma como as lembranças de objetos que também existem na casa da mãe levam a jovem a voltar a casa e reconciliar-se com a progenitora. Aline reviu-se no vídeo e, entretanto, também foi ela própria mãe.

Para o inverno o tema será a forma como a casa serve para a família passar mais tempo junta, enquanto para a primavera será uma história mais positiva e no verão uma história de um cliente que estava a renovar a casa da avó e fala nas memórias dos avós.

Ensinar a decorar ao estilo IKEA

Para colmatar um dos pedidos mais frequentes de clientes à empresa, a IKEA Portugal lança até ao final do o projeto Escola da Casa. Já que muitos clientes querem ter salas ou quartos iguais aos da loja IKEA e, mesmo comprando os mesmos móveis, não o conseguem, a IKEA vai lanças tutoriais para ensinar decoração respeitando as novas tendências de casa estação. Haverá ainda workshops dados pelos decoradores das lojas e um projeto digital com um decorador a responder online às perguntas dos clientes.

Com 1,2 milhões de membros da IKEA Family e 14 milhões de visitantes nas suas lojas, a IKEA este ano aposta no slogan “Não há casa como a nossa”. A expressão muito portuguesa de “saudade positiva” substitui a assinatura da marca lançada em 2004: “viva mais a sua casa”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Rodrigo Cabrita/Global Imagens

Idosos com isenção de mais-valias se aplicarem dinheiro em PPR

Cecília Meireles

CDS também quer IRS atualizado à taxa de inflação

Foto: Filipe Amorim/Global Imagens

“A banca não está a ajudar o Sporting na emissão obrigacionista”

Outros conteúdos GMG
IKEA tem nova estratégia de venda em Portugal. Saiba o que vai mudar