Porto. Casas de luxo na Foz atingem os 3,5 milhões

São os portugueses que mais compram imóveis de luxo no Porto, mas a cidade tem atraído muitos franceses, brasileiros e ingleses.

Sónia Santos Pereira
O Centro Histórico do Porto é muito apreciada pelos franceses. © Reinaldo Rodrigues/Global Imagens

A Foz é a zona mais exclusiva e dispendiosa da cidade do Porto. O preço de uma moradia pode atingir os 3,5 milhões de euros e um apartamento de tipologia T2 pode custar quase 400 mil euros.

É nos territórios que compõem a União de Freguesias da Foz, Nevogilde e Aldoar e o Centro Histórico do Porto que se encontram as habitações mais caras da Invicta, com o preço por metro quadrado a ascender até aos 5 mil euros.

Mas o preço não afasta os clientes nacionais. Segundo a Engel & Völkers, imobiliária de origem alemã especializada em imóveis de luxo, 55% dos compradores são portugueses e estão focados em comprar na zona da Foz, Nevogilde, Marechal Gomes da Costa ou na Avenida da Boavista.

De acordo com os dados da imobiliária, o preço de um apartamento T4 em Nevogilde pode atingir 1,6 milhões de euros, enquanto uma moradia pode custar perto de 3 milhões de euros. Já em Aldoar, as casas estão com valores de comercialização entre os 250 mil e os 900 mil de euros.

Franceses gostam de projetos de reabilitação

Os franceses são os principais investidores internacionais em imobiliário no Porto. Segundo a Engel & Völkers, estes clientes procuram habitações na zona histórica e na baixa do Porto, com foco nos projetos de reabilitação.

Os brasileiros são a segunda nacionalidade que mais procura esta cidade do Norte para adquirir uma casa. Estes investidores procuram habitações em toda a zona costeira do Porto, mas também em Matosinhos e Gaia.

Logo a seguir vêm os ingleses, que investem mais na zona da Foz, mas também na Baixa do Porto. Os alemães procuram casas mais contemporâneas na zona da Foz.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG