Lisboa. Estrangeiros valeram 40% do investimento em habitação

Apesar das restrições nas viagens, o investimento estrangeiro em habitação registou uma quebra de apenas 3% em 2020, totalizando 739 milhões de euros.

Os estrangeiros investiram 739,1 milhões na compra de casa na Área de Reabilitação Urbana (ARU) de Lisboa, volume que apresenta uma quebra de apenas 3% face aos 761,8 milhões transacionados em 2019.

Em número de imóveis, a quebra foi de 10%, comparando-se as 1.509 operações de 2020 com as 1.673 de 2019, avança a Confidencial Imobiliário em comunicado.

O capital estrangeiro passou, assim, a agregar 40% do montante total investido em habitação na ARU de Lisboa e 30% do número de imóveis em 2020, ganhando terreno face ao investimento doméstico, que perdeu dinâmica.

Investimento nacional cai

Em 2020, o investimento nacional em habitação neste território caiu 19% no montante investido para 1.125 milhões de euros e 22% em número de imóveis para 3.462 unidades.

Em 2019, 35% do montante investido em habitação na ARU de Lisboa era de origem internacional e 65% de origem nacional.

Os dados da Confidencial Imobiliário abrangem transações de habitação concretizadas por particulares na ARU de Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de