fazedores

Indico Capital Partners investe três milhões na Infraspeak

Sede da Infraspeak fica na associação Founders Founders, no Porto. Fotografia: DR
Sede da Infraspeak fica na associação Founders Founders, no Porto. Fotografia: DR

Com este investimento, a startup conclui a fase de investimento seed e pretende escalar para novos mercados e acelerar expansão em países onde opera.

A capital de risco portuguesa Indico Capital Partners investiu três milhões de euros na startup portuguesa Infraspeak, que tem uma plataforma de gestão das operações de manutenção, limpeza, inspecções em infraestruturas complexas como hotéis, centros comerciais, hospitais e aeroportos.

“Depois de angariar 1.6 milhões de euros em outubro passado com a participação da firstminute capital (Reino Unido), Innovation Nest (Polónia) e Construtech Ventures (Brasil), a Infraspeak completa assim a fase de investimento seed com a captação de 3 milhões de euros adicionais (4.6 milhões de euros no total)”, pode ler-se no comunicado enviado às redações.

Com esta ronda de investimento, a empresa do Porto pretende escalar para novos mercados, bem como, acelerar o crescimento em países onde já está presente “como Portugal, Brasil, Espanha, Estados Unidos e Reino Unido, onde já prestam serviço a mais de 25,000 instalações de clientes como os hotéis Intercontinental, Sheraton, Siemens, McDonalds, L’Oreal e Mitsubishi Electric, entre outros”.

A startup que tem esta plataforma de gestão está em mercados como a África do Sul, Botswana e Emirados Árabes Unidos através de contratos de distribuição com parceiros locais, ao abrigo do novo programa, o Infraspeak Partners, como foi noticiado em junho.

Felipe Ávila da Costa, em comunicado, sublinha que: “a equipa da Indico tem apoiado a Infraspeak desde o início da nossa empresa, por isso é um grande prazer contar agora oficialmente com a sua rede e experiência numa fase em que o foco é a expansão do negócio globalmente. A procura por software de gestão de manutenção e infraestruturas está no nível mais alto de sempre, pelo que quanto mais rápido avançarmos para mais mercados, maior a probabilidade de atingirmos a nossa visão de sermos a solução de referência global deste sector”.

Stephan Morais, Managing General Partner da Indico nota ainda que: “é com muito gosto que estamos de volta à empresa numa fase em que a solução já tem presença global. Em particular, vamos dar muito enfoque à continuação da construção de uma equipa experiente de vendas e marketing para alavancar o crescimento nesta próxima fase”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Indico Capital Partners investe três milhões na Infraspeak