Alterações climáticas

Inovação portuguesa no financiamento do clima apresentada em Nova Iorque

Aumento da intensidade dos furacões é uma das consequências das alterações climáticas, que têm de ser combatidas. Fotografia:. REUTERS/Carlo Allegri
Aumento da intensidade dos furacões é uma das consequências das alterações climáticas, que têm de ser combatidas. Fotografia:. REUTERS/Carlo Allegri

Get2C foi distinguida pela competição internacional The Lab, cuja sessão de apresentação decorre à margem da Semana do Clima de Nova Iorque

As alterações climáticas são um dos temas mais preocupantes da atualidade e que têm ganho mais visibilidade nas últimas semanas por causa dos furacões que têm afetado particularmente a América do Norte e Central. Para combater as alterações climáticas, é necessário criar instrumentos financeiros específicos e sustentáveis. E Portugal tem uma palavra a dizer nesta área, graças à Get2C, que atua na área das alterações climáticas e carbono com foco na gestão do financiamento climático e da sustentabilidade.

A empresa sedeada em Lisboa está esta quarta-feira em Nova Iorque, à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas e da Semana do Clima, a apresentar dois instrumentos financeiros premiados pela The Lab, competição para as ideias de financiamento climático mais inovadoras e que incuba algumas iniciativas desde 2014.

A Get2C teve dois projetos selecionados. O primeiro foi o RESF – Renewable Energy Scale-Up Facility – plataforma que visa gerar financiamento privado para fases iniciais de projetos no âmbito das energias renováveis em mercados emergentes e que pretende mobilizar 100 milhões de dólares (83,5 milhões de euros) nas regiões de Áfric, América Central e América do Sul.

O segundo foi o Green Receivables Fund e destina-se ao mercado brasileiro. Pretende desenvolver iniciativas relacionadas com as energias renováveis e a eficiência energética, ao utilizar, de forma criativa, os instrumentos financeiros já existentes no país. Há dois projetos a decorrer em fase inicial e que valem, ao todo, 50 milhões de euros: iluminação pública com eficiência energética no Rio de Janeiro e um painel fotovoltatico solar de 90 MW.

Fundada em 2011, a Get2C desenvolveu mais de 50 projetos na área do clima em regiões como África, Ásia, Europa e América do Sul.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Poupança das famílias subiu no 2º trimestre

Deco pede medidas urgentes para travar crédito ao consumo

Elisa Ferreira, António Costa. Fotografia: Álvaro Isidoro/Global Imagens

Elisa Ferreira. Minas de lítio têm de “compensar impacto ambiental”

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira (E), e a ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D). Fotografia: ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Governo deixa cair referencial geral para aumento de salários

Inovação portuguesa no financiamento do clima apresentada em Nova Iorque