Tecnologia

Instagram e Facebook não estão a funcionar

Instagram testa novo lembrete para compras na plataforma
Instagram testa novo lembrete para compras na plataforma

O alerta foi dado por volta das 14:15. Utilizadores queixa-se de que não conseguem partilhar fotografias nem atualizar o feed.

O Instagram está em baixo, de acordo com alguns utilizadores da rede social. A notícia é avançada pelo Independent, que indica que um grande número de pessoas está a queixar-se de que não consegue partilhar fotografias na app nem atualizar o feed.

Segundo o Down Detector, plataforma que monitoriza falhas e tempo de inatividade em tempo real, os problemas mais notificados são falha geral, acesso à conta e a partilha de imagens. A plataforma revela ainda que os problemas estão a ser reportados um pouco por tudo o mundo -Europa, Estados Unidos, Brasil, Colômbia, Argentina e Malásia.

O alerta foi dado por volta das 14:15. Foram também foram registados problemas com o Facebook, dono do Instagram, assim como a sua aplicação de mensagens instantâneas, o Facebook Messenger.

Quanto ao WhatsApp, não foram reportados quaisquer falhas.

“Estamos a trabalhar para devolver as coisas à normalidade logo que seja possível”, disse um porta-voz do Facebook, citado pelo El País.

Também o Instagram já se manifestou através do Twitter, garantindo que está a tentar resolver a situação “o mais rápido possível”.

As três apps de Mark Zuckerberg estiveram em baixo durante quase 24 horas, este verão, tendo causado problemas na Internet e provocando prejuízo à empresa.

“O Facebook já falhou mais vezes em 2019 do que em todos os últimos anos”, disse o fundador da rede social numa reunião interna com os seus funcionários em julho.

O Facebook pretende fundir as três plataformas para que partilhem o mesmo back-end, disse Zuckerberg. A acontecer, a probabilidade de as três apps irem a baixo em simultâneo aumenta.

Notícia atualizada às 16:17 com mais informação.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: José Carmo/Global Imagens

ISEG estima queda do PIB entre 8% e 10% este ano

António Mota, fundador da Mota-Engil. Fotografia: D.R.

Mota-Engil é a única portuguesa entre as 100 maiores cotadas do setor

António Rios Amorim, CEO da Corticeira Amorim. Fotografia: Tony Dias/Global Imagens

Lucros da Corticeira Amorim caíram 15,1% para 34,3 milhões no primeiro semestre

Instagram e Facebook não estão a funcionar