Internet

Internet já tem mais de 1 milhão de domínios .pt

foto: DR
foto: DR

A DNS.PT sublinha que "Portugal está na moda, as empresas deixaram de ter vergonha de ter um domínio .pt". Em 2018, houve 107.850 novos registos.

A Associação DNS.PT, que gere o domínio da Internet .pt, contabilizou 107.850 novos registos diretos em 2018, “o melhor ano de sempre”, adiantou a presidente do conselho diretivo do organismo, Luísa Gueifão, à Lusa.

A responsável assinalou que existiu “uma conjunção de fatores” que conduziram a este resultado, incluindo o lançamento de uma nova marca no ano passado, acompanhada de uma campanha de posicionamento.

Além disso, realçou Luísa Gueifão, a associação comemorou 30 anos em 2018 e atingiu, no início do ano, a marca de um milhão de registos, “e isso faz com que as pessoas estejam mais atentas à importância de ter um domínio em .pt”, realçou.

No ano passado, houve vários meses com um desempenho crescente. A evolução nos registos começou em janeiro, com 10.693 novos domínios. Em março, a associação contabilizou 10.125 novos registos e em outubro obteve 9.488. Novembro fechou com 9.870 novos registos, revelou a DNS.PT.

“Portugal está na moda, as empresas deixaram de ter vergonha de ter um domínio .pt e passaram a ver este facto como forma de orgulho, e isso fez com que as pessoas registem mais [domínios]”, garantiu Luísa Gueifão.

Segundo a presidente do organismo, “existia uma certa ideia de que ter um domínio .com tornaria as empresas mais internacionais”, mas a “Internet não tem fronteiras”, salientou.

A associação tem também levado a cabo “ações de sensibilização no que diz respeito ao desenvolvimento de competências digitais junto dos mais jovens, dos mais idosos, daqueles que não têm acesso a estas tecnologias de informação”, que têm contribuído para dar a conhecer a DNS.PT.

Segundo Luísa Gueifão, “neste momento, as pessoas percebem que o .pt é um domínio de confiança e apostam cada vez mais nisso. O que acaba por ser um entrave é o nível de digitalização, que é ainda muito baixo”, salientou.

A líder da associação recordou ainda que o organismo assinou protocolos com o Ministério da Justiça para que as empresas na hora tenham automaticamente um domínio em .pt e conta com um projeto “com o Ministério da Economia para em três anos haver a digitalização de 50 mil PME [Pequenas e Médias Empresas] que vão optar pelo .pt”.

A DNS.PT é associação privada sem fins lucrativos, que tem como associados a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), a Associação da Economia Digital (ACEPI) e a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Internet já tem mais de 1 milhão de domínios .pt