IP investe 5 milhões para renovar troço Oliveira de Azeméis-Sernada do Vouga

Gestora da rede ferroviária está a renovar os 96 quilómetros da linha do Vouga, incluindo troço sem serviço de passageiros desde novembro de 2013. Obras deverão ficar prontas até 2025.

Há pelo menos cerca de cinco milhões de euros para que voltem os comboios com passageiros entre Oliveira de Azeméis e Sernada do Vouga. A Infraestruturas de Portugal (IP) abriu o concurso público para a renovação integral do troço de cerca de 30 quilómetros da Linha do Vouga, segundo anúncio feito nesta sexta-feira.

O concurso foi publicado na quinta-feira em Diário da República e tem preço-base de 4,95 milhões de euros. Quem ganhar, terá de executar a obra no prazo de 365 dias. O fator preço será mais valorizado do que a valia técnica da proposta, com um peso de 60% e de 40%, respetivamente.

Em comunicado, a IP adianta que serão somados aos investimentos na obra os custos relacionados com os materiais a aplicação na intervenção.

Os trabalhos deverão decorrer entre o segundo trimestre de 2022 e o terceiro trimestre de 2023.

​​​​​​​Desde novembro de 2013 que não existe serviço de passageiros naquele troço da linha do Vouga por falta de condições de segurança - os passageiros têm de usar um táxi, disponível duas vezes por dia.

A ligação entre Oliveira de Azeméis e Sernada do Vouga apenas tem servido para a deslocação dos comboios para as oficinas em Sernada, no concelho de Águeda.

A reabilitação do troço enquadra-se nas obras de renovação da linha do Vouga, a única que conta com bitola métrica na rede ferroviária nacional.

Até 2025 serão executados investimentos estimados de 34 milhões de euros nos 96 quilómetros de extensão da linha do Vouga, que liga Espinho a Aveiro, acrescenta a informação da IP. Até ao final de 2030, a empresa aponta para mais de 100 milhões de euros de investimento, segundo informação divulgada em janeiro de 2021.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de