Águas

Japoneses da Marubeni notificam Concorrência de controlo exclusivo da AGS

Águas de Portugal

A Marubeni é um dos maiores grupos de investimento industrial no Japão. Investe desde 2013 em Portugal, sobretudo na energia.

O compra pelos japoneses da Marubeni da totalidade do capital da empresa AGS, que detém as Águas de Alenquer, Águas de Cascais, Águas de Carrazeda e Águas da Covilhã, foi notificada à Autoridade da Concorrência, segundo aviso publicado.

A operação de concentração, notificada na sexta-feira, consiste na passagem de controlo conjunto para exclusivo por parte da Marubeni Corporation sobre a AGS – Administração e Gestão de Sistemas de Salubridade, através da aquisição dos restantes 50% do capital social daquela sociedade.

Foi em meados de 2014 que os japoneses Marubeni e Innovation Network Corp. of Japan (INCJ) compraram a AGS, ficando cada uma com 50% do capital, atingindo a aquisição cerca de 72 milhões de euros (10 mil milhões de ienes).

A AGS é uma empresa portuguesa que gere sistemas de abastecimento de água e tratamento de águas residuais em Portugal e no Brasil, desenvolvendo a sua atividade por intermédio de concessões públicas e através da prestação de serviços aos municípios.

A Marubeni é um dos maiores grupos de investimento industrial no Japão, que desde 2013 investe também em ativos portugueses, sobretudo na área da energia, e que em 2017 criou um escritório em Portugal.

A Marubeni Corporation opera em diversos setores de atividade, incluindo a produção e comercialização de produtos alimentares e têxteis, químicos, energia, metais e recursos minerais, maquinaria de transporte, tendo ainda atividades no setor financeiro e imobiliário.

“Em Portugal, as atividades da Marubeni estão relacionadas com os setores da energia e do gás”, lê-se no aviso.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Saídas para a reforma disparam 43% na função pública

Foto: DR

EDP flexibilizou pagamento de faturas no valor de 60 milhões de euros

Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Moratórias bancárias estendidas até final de setembro de 2021

Japoneses da Marubeni notificam Concorrência de controlo exclusivo da AGS