Automóvel

Julgamento de ex-líder da Nissan deve começar em abril

Carlos Ghosn. REUTERS/Benoit Tessier
Carlos Ghosn. REUTERS/Benoit Tessier

Carlos Ghosn enfrenta quatro acusações, envolvendo remunerações não declaradas e abuso de confiança.

A primeira audiência pública do julgamento no Japão de Carlos Ghosn, ex-líder da Nissan, está prevista para abril de 2020, indicou este sábado uma fonte à AFP, confirmando uma informação da agência japonesa Kyodo.

A data ainda não está definitivamente marcada, mas, segundo a Kyodo, “o tribunal de Tóquio quer organizar até três audiências por semana a partir de 21 de abril”.

“É isso que está no calendário distribuído pelo tribunal”, disse à AFP fonte próxima do dossiê, sem poder adiantar mais detalhes.

Está previsto que sejam também ouvidos antigos e atuais responsáveis da Nissan, segundo a Kyodo.

Carlos Ghosn enfrenta quatro acusações, duas das quais (relativas a remunerações não declaradas) envolvem também o seu ex-colaborador Greg Kelly e o construtor automóvel Nissan.

É também acusado de “abuso de confiança agravado” devido a alegadas transferências de fundos para intermediários da Nissan na Arábia Saudita e Omã, alguns dos quais seriam utilizados para investimentos pessoais.

Ex-líder da Nissan, da Renault e da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi Motors, Ghosn foi detido em novembro de 2018 e libertado sob caução na primavera passada, estando atualmente em prisão domiciliária em Tóquio, com a proibição de ver ou contactar a mulher, condições que os seus advogados contestam.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: ANTÓNIO CARRAPATO/LUSA

Maior credor de Portugal:juros baixos são temporários em países com rating fraco

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: ANTÓNIO CARRAPATO/LUSA

Maior credor de Portugal:juros baixos são temporários em países com rating fraco

Abhijit Banerjee, Esther Duflo e Michael Kremer vencem Nobel da Economia

A grande eficácia das pequenas coisas

Outros conteúdos GMG
Julgamento de ex-líder da Nissan deve começar em abril