Kepler Cheuvreux recomenda compra dos título EDP e EDP Renováveis

Analistas da empresa francesa consideram que as ações da EDP são "uma excelente oportunidade de investimento" e eleva o preço-alvo para 7,20 euros, o que representa uma valorização de 54,8% face aos 4,65 euros a que fechou na terça-feira. Já a EDP Renováveis é valorizada em 22,1% para 27,50 euros

A Kepler Cheuvreux recomenda a compra de títulos da EDP e da EDP Renováveis, classificando mesmo as ações da casa-mãe do grupo como uma "excelente oportunidade de investimento". Os analistas da empresa francesa especializada em serviços de pesquisa, execução, consultoria e gestão de ativos, dizem-se mesmo "intrigados com o desconto que a EDP oferece, a preços correntes, ao seu valor intrínseco", razão porque aumentaram o preço-alvo da EDP de 6,3 para 7,20 euros, o que representa uma valorização de 54,8% face ao preço de fecho de terça-feira.

Destaca a empresa de consultoria que o mix de negócios da EDP, com 75% centrado na Energia Limpa, 19% nas Redes e 4% nas Soluções para clientes e gestão de energia, entre outros, está devidamente desenhado para os tempos que se vivem, com todos os ativos e energia produzidos pela companhia liderada por Miguel Stilwell a serem alvo de grande procura. O sucesso das Renováveis é outro dos fatores distintivos do grupo, considera a Kepler Cheuvreux.

Leia também EDP vai investir 24 mil milhões de euros até 2025

Quanto à EDP Renováveis, a nota de research destaca o plano de rotação de ativos em curso, considerando que a companhia "continua a entregar uma execução excelente na frente de cristalização de valor" e que a perspetiva neste domínio da criação de valor sustentável "é bastante saudável". Razão porque reitera a recomendação de compra e sobe o preço-alvo para 27,50 euros, 15,1% acima do anterior preço-alvo de 23,90 euros, e 22,1% acima da cotação de fecho na terça-feira, de 22,52 euros a ação. Dizem os analistas da Kepler Cheuvreux que a EDP Renováveis está ao melhor nível de sempre.

"Uma política de rotação de ativos ativa num contexto de forte investimento em crescimento faz muito sentido, acreditamos. Não apenas porque contribui para financiar a estratégia de crescimento, mas tambem para a cristalização de valor", pode ler-se na nota de research, que destaca, ainda, que a empresa está a mostrar que tem "plena capacidade" de dominar diversas rotas de entrada no mercado, abrindo novas geografias e tecnologias.

Veja ainda EDP quer encaixar 8 mil milhões de euros com rotação de ativos até 2025

O sucesso do grupo EDP no segmento das renováveis, dado o contexto da descarbonização das economias em marcha na União Europeia, é também a razão que levou o banco de investimento alemão Berenberg a rever em alta o preço-alvo dos título da EDP e da EDP Renováveis. Neste caso, o preço-alvo defendido é de 5,45 euros, uma valorização de 17,2% face à cotação de fecho na terça-feira; para a EDP Renováveis o novo preço-alvo do Berenberg é de 24,50 euros, 8,8% acima dos 22,52 euros de fecho na última sessão.

Na sessão de hoje, as ações da EDP estão a valorizar mais de 3% para 4,80 euros e os títulos da EDP Renováveis sobem 1,4% para 22,84 euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de