KLM suspende aumento da oferta previsto em setembro e outubro

As regras de quarentena no Reino Unido tiveram um impacto particularmente acentuado na rede da KLM, refere a companhia.

A companhia aérea KLM anunciou que a rede se vai manter estável em setembro e outubro, face a agosto, tendo suspendido o aumento da oferta planeado, sobretudo devido ao impacto das regras de quarentena impostas pelo Reino Unido.

“Devido aos avisos de viagem ajustados, incitando designações de Código Laranja (apenas viagens essenciais) para o Reino Unido, Espanha, partes de França e outros países, o aumento planeado da rede europeia da KLM para setembro foi suspenso”, refere a companhia em comunicado.

As regras de quarentena no Reino Unido tiveram um impacto particularmente acentuado na rede da KLM, refere a companhia.

“No período subsequente, a KLM vai manter um controlo rigoroso no que respeita ao desenvolvimento da situação face aos avisos de viagem emitidos pelas autoridades dos Países Baixos e de outros países.

O calendário da rede europeia para novembro ronda atualmente os 55% da capacidade oferecida em 2019 e o atual programa está sujeito à evolução da situação sanitária, segundo a KLM.

Em Portugal, a KLM apresenta em outubro até três voos diários na rota Lisboa – Amesterdão-Schiphol e até dois voos diários na ligação Porto – Amesterdão-Schiphol.

O programa de inverno da sua congénere francesa, Air France, será divulgada oportunamente – sendo que o grupo Air France-KLM vai manter a sua presença esta época em três aeroportos nacionais (Lisboa, Porto e Faro).

A KLM refere que está a alargar gradual e responsavelmente a sua rede europeia e intercontinental, depois da crise do coronavírus ter provocado severas restrições em destinos e frequências.

O objetivo principal da KLM é oferecer aos clientes a mais ampla variedade de destinos, pelo que serão considerados o aumento no número de frequências ou a expansão da capacidade ao introduzir aviões maiores.

No comunicado, a KLM destaca “a boa notícia” que a Comissão Europeia tenha anunciado a extensão do chamado ‘slot waiver’ a todo o calendário de inverno.

“Isso vai permitir à KLM responder de forma mais adequada às condições de um mercado em rápida mudança em resultado da covid-19, mesmo no inverno. Além do impacto financeiro, seria também indesejável do ponto de vista da sustentabilidade operar voos menos lotados”, refere.

A KLM recorda que a segurança continua a ser a primeira prioridade, com as máscaras faciais obrigatórias durante o embarque e durante todo o voo.

Foram também tomadas medidas adicionais de higiene a bordo, entre as quais a renovação constante do ar com o auxílio de filtros HEPA.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de