Leica produz binóculo 100% português após investir 2,5 milhões

A ambição da Leica de Famalicão é lançar novos produtos made in Portugal, provavelmente ainda este ano ou em 2021.

A fábrica de Famalicão da alemã Leica acaba de lançar no mercado mundial o primeiro produto 100% concebido e produzido na unidade portuguesa. O binóculo da gama Trinovid é fruto de um trabalho de mais de dois anos e que obrigou a um investimento de 2,5 milhões de euros, revelou Pedro Oliveira, administrador da empresa. A ambição é lançar novos produtos made in Portugal, provavelmente ainda este ano ou em 2021.

A equipa de desenvolvimento da Leica inspirou-se no monóculo concebido pela marca alemã para a Missão Apollo 11 (viagem já com 50 anos e que ficou para a história quando o astronauta Neil Armstrong se tornou o primeiro ser humano a pisar a Lua) para conceber o binóculo Trinovid Classic. O produto está já à venda desde dezembro nas mais de 70 lojas da Leica no mundo, inclusive no espaço da marca no Porto, e tem um preço aproximado de 1100 euros. A produção anual ronda as 1500 unidades.

O binóculo Trinovid Classic é o resultado da decisão da Leica em instalar um centro de competências na unidade de Famalicão, uma aposta que permite "prender a empresa em Portugal" e "assegurar a próxima década ou até a próxima geração", disse hoje Pedro Oliveira, no evento de apresentação do novo produto. O responsável quer posicionar esta unidade "como de nível estratégico para o grupo a nível mundial". Como sublinhou, o crescimento da Leica em Portugal não é por "por mais horas de produção, mas por mais competências", o centro "é suposto alterar o rumo da Leica em Portugal".

Longe vai o início da década de 70 quando o grupo alemão investiu em Portugal devido aos baixos custos de mão-de-obra. O centro de competências de Famalicão está já a trabalhar em novos produtos e inclusive em novas áreas. Segundo Pedro Oliveira, há vários protótipos ao nível das objetivas, lentes e produtos óticos (onde se inserem binóculos ou miras) e mais não adiantou. Contudo, espera ter um novo produto 100% made in Portugal no mercado este ano ou no máximo em 2021. Uma das atenções da Leica é a smartphonização da fotografia, o que Pedro Oliveira designou de 2ª revolução digital.

Em Portugal, a Leica fabrica máquinas fotográficas, lentes e vários produtos óticos. A empresa responde por 594 trabalhadores, estando 439 afetos à área produtiva. Para além do centro de competências e serviços, a Alemanha apostou na criação de um núcleo de reparação de produtos SportOptics em Famalicão. No último ano fiscal (terminou a 31 de março de 2019), a Leica Portugal faturou 52 milhões de euros.

Presente na ocasião, o presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha, sublinhou a relevância de pela primeira vez haver "um produto Leica 100% made in Famalicão", que é colocado no mercado mundial.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de