Automóvel

Líder da Renault: Fabricantes vão aumentar produção nos EUA

Carlos Ghosn, CEO do grupo Renault-Nissan Fotografia: REUTERS/Ruben Sprich
Carlos Ghosn, CEO do grupo Renault-Nissan Fotografia: REUTERS/Ruben Sprich

"Se temos uma administração nos EUA a dizer 'querem vender carros no nosso país, então produzam no nosso país', temos de seguir isso", diz Ghosn

As fabricantes de automóveis que já estão instaladas nos Estados Unidos vão aumentar a produção no país durante o mandato de Donald Trump como Presidente dos Estados Unidos. Esta foi a principal mensagem deixada por Carlos Ghosn, presidente do grupo Renault-Nissan, esta sexta-feira no Fórum Económico Mundial, em Davos, na Suíça.

“Se temos uma administração nos EUA a dizer ‘querem vender carros no nosso país, então produzam no nosso país’, temos de seguir isso. Somos pessoas de negócios. Vamos ser realistas e muito pragmáticos”, referiu Ghosn em declarações citadas pelo The Wall Street Journal.

Estas declarações surgem no mesmo dia da tomada de posse de Donald Trump, que, nas últimas semanas, viu vários grupos como General Motors, Hyundai, Kia, Ford e Fiat Chrysler a anunciarem investimentos nos EUA. Trump chegou mesmo a ameaçar a General Motors com a aplicação de “elevadas taxas alfandegárias” no caso de veículos fabricados no México e vendidos nos EUA.

A Nissan conta com quatro fábricas nos Estados Unidos e dá emprego a 22 mil pessoas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Taça Portugal - Benfica vs Sporting

Benfica encaixa 50 milhões. SAD fala em “capacidade acrescida de tesouraria”

A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva ,à chegada para a reunião da Comissão Permanente de Concertação Social, em Lisboa, 26 de fevereiro de 2020. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Governo mantém todas as restrições na Grande Lisboa por mais 15 dias

Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, (MIGUEL A. LOPES/LUSA)

Governo exige que Bélgica retire Alentejo e Algarve de zonas arriscadas

Líder da Renault: Fabricantes vão aumentar produção nos EUA