fazedores

Lisboa com incubadora para negócios com a China

Pedro Rocha Vieira, diretor da Beta-i. Fotografia: Leonardo Negr‹ão / Global Imagens
Pedro Rocha Vieira, diretor da Beta-i. Fotografia: Leonardo Negr‹ão / Global Imagens

Parceria entre Beta-i e empresário de Macau fechada esta quarta-feira em Lisboa.

O investimento vem de Macau e vai ter casa junto à zona do Marquês de Pombal, em Lisboa, numa parceria com a Beta-i que criará em Portugal uma incubadora de startups exclusivamente dedicada a apoiar novos negócios que sirvam as relações com a China e o investimento em infraestruturas.

“Queremos criar uma incubadora. Vamos juntar-nos à Beta-i”, avançou ao Dinheiro Vivo Frederico Ma, empresário de Macau, que assinou esta quarta-feira um memorando de entendimento com a organização portuguesa de apoio à startups.

A parceria foi confirmada durante o Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, que decorre hoje no Centro de Congressos de Lisboa.

Segundo o empresário de Macau, as instalações consistem em dois pisos de um edifício do centro de Lisboa. Serão renovadas e deverão abrir dentro de um ano. Com uma vocação particular: apoiar novos negócios que andem em torno da construção de infraestruturas no âmbito da chamada iniciativa Faixa e Rota, promovida pela China.

“A incubadora que teremos aqui será principalmente para as pessoas que estão interessadas na iniciativa Faixa e Rota”, indicou Ma. “Queremos ter Portugal como base, mas qualquer pessoa que queira constituir negócios para a Faixa e Rota é bem-vinda”.

A iniciativa Faixa e Rota visa desenvolver o financiamento e a construção de novas vias para o comércio internacional nos continentes asiático, europeu, africano e na América Latina. Portugal pretende ser abrangido, nomeadamente, com a construção de um novo terminal marítimo em Sines, estando a procurar também na China candidatos ao futuro concurso internacional da estrutura.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Carlos Manuel Martins/Global Imagens

Cláudia Azevedo. Quem é a mulher que vai mandar na Sonae?

Rui Rio e António Costa em conferência TSF

PSD vai abster-se na votação que altera leis laborais

O antigo ministro da Economia, Manuel Pinho, durante a sua audição na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, sobre o seu alegado relacionamento, enquanto Ministro da Economia e da Inovação, e o setor privado, Assembleia da República em Lisboa, 17 de julho de 2018. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Pinho: “Não tenho conhecimento de conversas entre Sócrates e Salgado”

Outros conteúdos GMG
Lisboa com incubadora para negócios com a China