Coronavírus

Lojas dos CTT com horário reduzido a partir de segunda

(Miguel Pereira/Global Imagens)
(Miguel Pereira/Global Imagens)

Estações dos Correios vão passar a funcionar entre as 9h e as 13h30 a partir de segunda. Lojas em espaços comerciais e aeroportos são exceção.

As estações de correios vão ter horário reduzido por causa do novo coronavírus. A partir de segunda, dia 23, as lojas dos CTT vão funcionar apenas entre as 9h e as 13h30, nos dias úteis, segundo nota de imprensa divulgada pela empresa liderada por João bento este domingo.

“Esta alteração visa a proteção dos colaboradores e dos clientes, mitigando as hipóteses de contágio, não obstante estarem a ser seguidas as recomendações da Direção-Geral de Saúde e de estarem a ser implementadas diversas medidas de mitigação”, refere o gabinete de imprensa da empresa.

A alteração de horário não inclui as lojas em espaços comerciais e os aeroportos – onde se aplica o horário do próprio espaço onde estão inseridos.

Há ainda várias estações dos CTT que estarão encerradas nos próximos dias, como a loja do aeroporto das Lajes, na Terceira, do El Corte Inglès, em Lisboa, da Loja do Cidadão de Lisboa e da Loja do Cidadão de Odivelas, devido ao encerramento desses espaços.

Quem precisar de ir aos correios, tem de ficar na rua na fila de espera, respeitando a distância mínima de dois metros. Apenas os clientes que estão a ser atendidos podem permanecer nas lojas.

Os trabalhadores dos CTT poderão usar máscara, luvas e gel desinfetante no atendimento aos clientes. Será também colocada uma fita colorida sinalizadora no chão por forma a manter a distância de segurança entre o colaborador e o cliente.

Nos postos de correios, “poderão existir alterações nos horários de funcionamento ou o encerramento dos mesmos, por decisão dos parceiros dos CTT na prestação deste serviço”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
precários jovens licenciados

Jovens, precários e licenciados pagam ajustamento laboral da pandemia

Mealhada, 3/7/2020 -  O complexo Turístico Três Pinheiros, um espaço emblemático da Bairrada, apresentou um pedido de insolvência  na sequência das quebras provocadas pela pandemia de Covid-19.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Mais insolvências e menos novas empresas em julho

Uma funcionária transporta máscaras de proteção individual na fábrica de confeções Petratex, em Carvalhosa, Paços de Ferreira, 27 de abril de 2020. HUGO DELGADO/LUSA

Mais de 60% dos “ausentes” do trabalho são mulheres

Lojas dos CTT com horário reduzido a partir de segunda