Lucro da American Express cai 85% no 2.º trimestre para 221 milhões de euros

O lucro da American Express caiu 85% no segundo trimestre deste ano, para 257 milhões de dólares (221 milhões de euros), face a igual período do ano anterior, revelou hoje a multinacional norte-americana de cartões de crédito.

As receitas diminuíram 29% no segundo trimestre, em termos homólogos, para 7,675 mil milhões de dólares, sendo que a multinacional indicou que a queda do resultado líquido foi de 81% no primeiro semestre deste ano, face ao ano fiscal anterior, sem ter referido o montante, segundo a agência Efe.

Os analistas esperavam que o impacto no consumo causado pela pandemia de covid-19 tivesse um efeito muito negativo na empresa norte-americana, a ponto preverem que tivesse prejuízos no segundo trimestre do ano, pelo que a queda observada no lucro foi vista de forma positiva pelos mercados.

A receita gerada no segmento dos consumidores diminuiu 23%, para 4,6 mil milhões de dólares, enquanto no segmento dos serviços comerciais a queda foi de 30%, para 2,3 mil milhões de dólares.

Já a receita gerada no segmento dos serviços empresariais, muitos dos quais estiveram encerrados durante a pior fase da pandemia de covid-19, caíram 41%, para 929 milhões de euros.

Perante a incerteza resultante do ressurgimento da pandemia nos Estados Unidos, a American Express provisionou 1,6 mil milhões de dólares para cobrir possíveis perdas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de