Lucro da Iberdrola subiu 13% e atingiu 3.406 milhões de euros em 2019

A Iberdrola registou um resultado líquido de 3.406,3 milhões de euros em 2019, mais 13% do que em 2018.

A Iberdrola registou um resultado líquido de 3.406,3 milhões de euros em 2019, mais 13% do que em 2018, com investimentos de 8.158 milhões de euros, representando um recorde ao subirem 32%, anunciou esta quarta-feira a empresa espanhola.

Estes resultados incluem a mais-valia resultante do acordo alcançado pela empresa com a Lyntia Networks relacionada com a transferência a longo prazo do direito de utilização da capacidade excedentária da rede de fibra ótica, no valor de 114 milhões de euros, assim como a venda de contratos de gás por 67 milhões de euros e a isenção de retenção de impostos nos EUA, no valor de 123 milhões de euros, explica o grupo numa informação à Comissão Nacional do Mercado de Valores espanhola. Excluídos estes efeitos, o lucro teria subido 8%.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) aumentou 8,1% e chegou aos 10.104 milhões de euros, sustentado pelo comportamento positivo dos negócios de redes e de clientes, apesar de a produção elétrica ter sido mais baixa.

Com base nos resultados agora apresentados para 2019, a remuneração dos acionistas cresce 14% na comparação com 2018 ao ficar nos 0,40 euros por ação, devendo o Conselho de Administração propor o pagamento de um dividendo complementar de 0,232 euros brutos por título.

O presidente da Iberdrola, Ignacio Sánchez Galán, disse que os resultados refletem a visão estratégica e a capacidade de execução da empresa, que permitiram antecipar-se em 20 anos à atual transição energética, e que o grupo "demonstra a cada ano que o seu modelo de negócio sustentável cria valor para os acionistas, empregados e para o conjunto da sociedade".

Para 2020, a Iberdrola espera investir mais de 10.000 milhões de euros, mais 40% do que a média dos últimos três anos, o que se vai traduzir em 4.000 novos megawatts (MW) de capacidade instalada, mais 8%.

Já este ano, a Iberdrola vendeu a sua participação na Siemens Gamesa por 1.099,5 milhões de euros, uma operação que resultou numa mais-valia de 485 milhões de euros.

Em 2019, a elétrica espanhola realizou investimentos de 8.158 milhões de euros, 44% dos quais destinados a redes e 41% a energia renováveis, permitindo que terminasse o ano com 5.500 novos MW instalados (cinco vezes a capacidade média anual instalada nos últimos exercícios).

No final de 2019, a dívida financeira ajustada da Iberdrola era de 37.769 milhões de euros, uma subida de 3.620 milhões em relação ao ano anterior.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de