indústria automóvel

Lucro da Nissan cai 88% para 329 milhões de euros

New Nissan Motor's President and Chief Executive Officer (CEO) Makoto Uchida. EPA/KIMIMASA MAYAMA
New Nissan Motor's President and Chief Executive Officer (CEO) Makoto Uchida. EPA/KIMIMASA MAYAMA

As vendas do produtor automóvel caíram 8,1% para 3,7 milhões de veículos

O grupo Nissan indicou esta quinta-feira que o lucro caiu 87,6% entre abril e dezembro do ano passado, para 329 milhões de euros, face a igual período do ano fiscal de 2018.

“Lamento dizer que os resultados são piores que o esperado”, disse o responsável máximo da administração da Nissan Motor, Makoto Uchida, na apresentação dos resultados na sede principal da multinacional, na cidade de Yokohama, a sul de Tóquio.

A Nissan Motor referiu ainda que, nos nove primeiros meses terminados em dezembro do ano passado, as vendas globais caíram 8,1%, para 3,7 milhões de veículos e que as receitas diminuíram 12,5%, para 62.850 milhões de euros, na comparação com idêntico período do ano fiscal de 2018.

No Japão as vendas de veículos recuaram 6,9%, na China cederam 0,4%, na América do Norte reduziram-se em 10,2% e na Europa afundaram 16,2%.

O resultado operacional, por sua vez, caiu 82,7% para 455 milhões de euros.

A multinacional disse, entretanto, que no terceiro trimestre do ano fiscal, Nissan Motor teve prejuízos de 218 milhões de euros, contra um lucro obtido no mesmo trimestre do ano fiscal anterior.

As vendas trimestrais, entre 01 de outubro de 2019 a 31 de dezembro de 2019, caíram 18% face ao trimestre homólogo anterior.

O presidente e presidente executivo do fabricante japonês, Uchida, disse que reviram em baixa os cálculos iniciais em termos de perspetivas das vendas e que estimam agora que durante o ano fiscal diminuam em 8,4%, contra uma queda de 3,6% prevista em novembro do ano passado.

Quanto ao mercado chinês, as vendas devem cair 1,1%, sem ter ainda em conta o impacto do Covid-19 (o novo coronavírus) que apareceu na cidade chinesa de Wuhan em janeiro passado, e que gerou sérios problemas na cadeia de produção da Nissan no país.

A Nissan Motor calcula que vai encerrar o ano fiscal de 2019 com 5,05 milhões de veículos vendidos, menos 3,6% que o cálculo feito em novembro passado e menos 8,4% que o número de carros vendidos no exercício de 2018.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

Lucro da Nissan cai 88% para 329 milhões de euros