Lucros da EDP Renováveis crescem para 475 milhões de euros

O resultado líquido da empresa de energias limpas aumentou 52% em 2019 para 475 milhões de euros. Empresa vai propor dividendo de 8 cêntimos por ação

Os lucros da EDP Renováveis aumentaram 52% no ano passado para 475 milhões de euros, de acordo com a informação enviada à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Em 2018, a empresa liderada por Manso Neto tinha registado um resultado líquido de 313 milhões de euros.

Em 2019, as receitas aumentaram 7% para 1.824 milhões de euros, graças nomeadamente a uma maior capacidade, maior preço médio de venda, maior recurso eólico.

"Outros ganhos operacionais totalizaram 400 milhões de euros (mais 192 milhões de euros vs 2018), com a comparação anual a refletir sobretudo os ganhos de capital de 109 milhões de euros em 2018 e 313 milhões de euros de ganhos em 2019, relacionados com a transação de Sell-down de 997 MW na Europa (concluído em Jul-19) e o Sell-down de 137 MW no Brasil (anunciado em Jul-19 e concluído em Fev-20)", pode ler-se no comunicado presente na página do regulador.

O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) subiu 27% para 1.648 milhões de euros. Os custos financeiros aumentaram 59% para 349 milhões de euros.

"A EDPR produziu 30 TWh de energia limpa em 2019 (+6% vs 2018), evitando 19 mt de emissões de CO2 A variação beneficiou da capacidade adicionada nos últimos 12 meses juntamente com recurso eólico superior, minimizando o impacto da desconsolidação de 997 MW relativos a uma transação de Sell-down na Europa (Jul-19). O preço médio de venda aumentou 2% vs 2018 beneficiando da recuperação de preços na Europa de Leste e impacto de fx", ou seja cambial.

O Conselho de Administração da EDP Renováveis vai propor na Assembleia Geral a distribuição de 69,8 milhões de euros, o que se traduzirá em 8 cêntimos por ação.

(Notícia atualizada pela última vez às 9:20)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de