Lucros da EDP Renováveis recuam 44% no primeiro semestre

Empresa do grupo EDP foi penalizada pela diminuição de receitas, por causa dos preços mais baixos de venda.

A EDP Renováveis registou uma diminuição dos lucros no primeiro semestre. Até junho, o resultado líquido da empresa recuou 44% para 142 milhões de euros, o que compara com os 255 milhões de euros de ganhos verificados no mesmo período de 2020.

As menores receitas (-6%, para 856 milhões de euros) explicam o desempenho entre janeiro e junho, segundo o comunicado de resultados divulgado esta quarta-feira junto da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A quebra dos preços de venda (menos 22 milhões de euros) registou-se, sobretudo, nos mercados de Espanha e dos Estados Unidos. Também houve um impacto negativo de 69 milhões de euros com vendas abaixo do preço esperado (sell-downs) e ainda de 38 milhões de euros por efeitos cambiais.

As receitas desceram apesar de ter sido produzida mais energia solar e eólica (+5%, para 15 338 GWh), que evitaram a emissão de 10 milhões de toneladas de dióxido de carbono. Nos primeiros seis meses do ano, entraram em operação novas unidades, em Itália, França, Bélgica, Estados Unidos, Canadá e Vietname.

Nota ainda para a subida de 17,7% da dívida líquida, para 3,563 mil milhões de euros. Mais de metade (51%) da dívida financeira tem maturidade para lá de 2024.

(Notícia atualizada pela última vez às 7h54 com mais informação)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de